Faça sua camiseta:

Faça sua camiseta:
Muitos nos procuram querendo comprar uma camiseta do movimento pela ética evangélica, Nós não comercializamos camisetas, mas quem quiser ter uma basta pegar o modelo e mandar fazer no local de sua preferencia: http://exemplobereano.blogspot.com.br/2014/02/camisetas-do-movimento-pela-etica.html

terça-feira, 29 de junho de 2010

Vivendo o evangelho.

Conheça alguém preocupado com o verdadeiro evangelho. Alguém que ao invés de ficar em seu gabinete pastoral com ar condicionado vai em busca das pessoas onde elas estão. E mais, as traz estas pessoas para sua casa (hoje vive em sua casa cerca de 20 pessoas).

Um exemplo a ser seguido. Um ministério que nos faz repensar o que entendemos por evangelho.

Além dos videos abaixo, vejam o site da missão SAL e conheça um pouco mais do Pastor Paulo Cepeletti.

http://www.missaosal.org.br/site/





domingo, 27 de junho de 2010

A praça é nossa, mas o Parque é do Apóstolo


Eis mais uma prova de que as igrejas devem deixar de ser currais eleitorais, com a desculpa de que, elegendo candidatos próprios, esses as defenderão das satânicas leis que visam destruí-las:



No editorial do Jornal do Cambuci & Aclimação dessa semana, temos a revelação de que o “digníssimo” vereador Marcelo Aguiar, eleito prioritariamente pelos membros da Igreja Renascer em Cristo, enviou para a Câmara Municipal um projeto cuja relevância faz Lutero se remexer no túmulo: o de renomear o Parque da Aclimação, um dos mais antigos e tradicionais parques da cidade, de Parque Estevam Hernandes (o pai do “apóstolo”). Duvida? Então clique aqui e leia a notícia na íntegra.
http://www.jornaldocambuci.com.br/debate_regional.htm



Pois é. Quem conhece a região Cambuci/Aclimação sabe que realmente não há projeto melhor para se levar à Câmara. Essa região não sofre com o crescimento da violência, com o aumento dos moradores de rua e a degradação dos que moram nos cortiços, com esquinas que viraram depósito de lixo, com a falta de conservação de muitas das praças, com as bocas-de-fumo e pontos de distribuição de drogas, com a precária educação das crianças que não podem usufruir de escolas privadas, etc.



A região Cambuci/Aclimação e adjacências é recheada de contrastes sociais: na mesma rua onde se erguem edifícios de 3 ou 4 dormitórios há residências que servem como pensões ou cortiços. Um lugar em especial, para mim, demonstra bastante essa terra de contrastes onde vivi quase toda a minha vida: o local onde se encontra o Carrefour Cambuci, um hipermercado com tudo o que bolsos recheados têm direito, e a menos de 10 metros de distância (literalmente do outro lado da rua), restos do que um dia foi uma fábrica ou coisa parecida, cheia de famílias com crianças descalças e sujas. Essas famílias resistiram no lugar mesmo depois que um incêndio praticamente destruiu tudo o que lá havia. Aos poucos, novos barracos de madeira preencheram o que o fogo destruiu, e lá estão os “indesejáveis”, cujas crianças ficam pedindo bolachas e iogurtes para os “cidadãos de bem” que frequentam o mercado, pelo menos até serem expulsas por algum segurança.



Esse é apenas um exemplo dos contrastes sociais da região. Mas claro, isso não é interesse de um vereador, ainda mais se ele é pau-mandado de uma igreja qualquer.



Assim, no que depender do “excelentíssimo” vereador Marcelo Aguiar e seu “caráter cristão”, todos os reais problemas da região permanecerão os mesmos, afinal ele deve contas à igreja que o elegeu e essa é bastante próspera, fazendo parte dos “cidadãos de bem” dos bairros, aqueles que têm dinheiro sim, podem comprar os novos apartamentos de 4 dormitórios e as antigas mansões da região, diferente daqueles pobres, miseráveis, que passam necessidade nas nossas portas porque merecem, afinal devem ter algum pecado oculto, além do mais nem vão na igreja, e quando vão não dão o dízimo direito (qualquer semelhança com a parábola do fariseu e do publicano não é mera coincidência)!



Um adendo: o pior é que, enquanto se pensar assim, se deixará aumentar ainda mais a violência e o desvio de jovens vidas para o mundo do crime, já que não terão perspectivas de melhoras no futuro. Claro, a inclusão dessa gente por meio de cursos, áreas de lazer e cultura, entre outras alternativas, não compete a alguns ”nobres” legisladores gospel – nossa esperança são os legisladores não-cristãos, por incrível que pareça.



O fato é que há muito o que se fazer pela região, e políticos sérios têm buscado soluções para esses bairros. Porém, graças ao curral eleitoral gospel (e outros também, mas esse é um blog cristão, então nos compete julgar os de dentro primeiramente, segundo 1 Co 5.12), verdadeiros marionetes têm ocupado o poder buscando glorificação própria ou de sua denominação, esquecendo-se de que legislam para todo um povo – cristão e não cristão – , não apenas para seu curral.



No mais, em que melhorará nossas vidas se o Parque da Aclimação receber o nome do Pai do “apóstolo” Hernandes? Ou será que a homenagem ao “pai do apóstolo” não é apenas uma forma velada de fazer uma homenagem ao próprio apóstolo, já que todos se referem ao dito-cujo como ap. Estevam Hernandes, e não como Estevam Hernandes Filho, seu nome real?



É triste ver como ditos “homens de Deus” fazem artimanhas tais para conseguir honra e glória própria, quando a própria Palavra que dizem seguir diz sobre suas igrejas:



“E ao anjo da igreja que está em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:



Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te. Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.



Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.



Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.” - Ap 3.14-22



Em tempo: O apóstolo Estevam Hernandes não precisa de um parque com seu nome, já que já tem uma viela desde 2008, graças à vereadora gospel Noemi Nonato e ao prefeito Gilberto Kassab, segundo o site da Câmara Municipal de São Paulo (em 2005 a então vereadora Bispa Lenice tentou emplacar o mesmíssimo projeto, mas na época não passou):



LEI Nº 14.699, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2008

DENOMINA VIELA SANITÁRIA ESTEVAM HERNANDES O LOGRADOURO PÚBLICO CONHECIDO COMO RUA PROJETADA, NO MORRO DA ACLIMAÇÃO, DISTRITO DE VILA MARIANA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

(Projeto de Lei nº 360/07, da Vereadora Noemi Nonato – PSB)

GILBERTO KASSAB, Prefeito do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, faz saber que a Câmara Municipal, em sessão de 19 de dezembro de 2007, decretou e eu promulgo a seguinte lei:

Art. 1º Fica denominado Viela Sanitária Estevam Hernandes o logradouro público conhecido como Rua Projetada, compreendida entre a Praça do Povo Húngaro e a Rua Gregório Serrão, Codlog 27.181-0, no Bairro Morro da Aclimação, Distrito de Vila Mariana.

Art. 2º As despesas decorrentes da execução desta lei correrão por conta das dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário.

Art. 3º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO, aos 12 de fevereiro de 2008, 455º da fundação de São Paulo.

GILBERTO KASSAB, PREFEITO

CLOVIS DE BARROS CARVALHO, Secretário do Governo Municipal

DATA DE PUBLICAÇÃO: 13/02/2008

É para isso que servem nossas “bancadas evangélicas”?
 
 
por : Vera: estrangeira
http://estrangeira.wordpress.com/

terça-feira, 22 de junho de 2010


Desigrejados sim, desviados não!


Acredito ter sido o primeiro a usar a expressão “desigrejados”. Estava em busca de uma palavra que expressasse a condição de muitos cristãos de nossos dias, daí surgiu esse neologismo. Aqui nos Estados Unidos, cunhou-se a expressão “churchless” para designar esta enorme massa de crentes que deixaram os currais denominacionais para servirem a Deus em seu próprio ambiente doméstico.



Ser “desigrejado” não é o mesmo que ser “desviado”. O desviado seria aquele que não apenas deixou a igreja, mas afastou-se do próprio Cristo, voltando às práticas pecaminosas que antes dominavam sua vida.



Já o desigrejado não pretende afastar-se de Cristo, nem de Seus ensinamentos, mas tão-somente da máquina eclesiástica.



Solidarizo-me com os milhões de desigrejados espalhados em nosso País, ainda que eu mesmo não me considere propriamente um.



Embora seja bispo de uma igreja sediada no Brasil, tenho experimentado um pouco da sensação de ser desigrejado durante meu exílio aqui nos Estados Unidos. Não deixei de pregar para nossa igreja, ainda que via Skype com freqüência semanal. Até a Ceia tenho celebrado com minha família, com transmissão ao vivo para o Brasil. Nosso povo lá, e nós aqui, todos ao redor da Mesa do Senhor. Embora unidos no espírito, temos estado separados fisicamente por mais de um ano. Temos saudade do calor humano, do cheiro de gente, das atividades da igreja, etc.



Creio que esta sensação de exílio tem sido sentida por muitos desigrejados. No meu caso, devido à distância geográfica. Mas para muitos, deve-se a outros fatores, tais como, discordância doutrinária, não conformismo com a maneira em que a igreja tem sido conduzida, etc.



Os blogs apololéticos têm servido de púlpito para muitos desses cristãos autênticos, que decidiram não se dobrar ao espírito de Mamom. Eles se alimentam do que neles têm sido postados diariamente.



Infelizmente, não dá para dizer o mesmo da maioria dos programas evangélicos veiculados nos canais de TV ou em emissoras de rádio, onde a marca registrada é o proselitismo descarado.



Fenômeno semelhante ocorreu durante os dias da igreja primitiva. Houve um êxodo de cristãos que abandonaram o templo em Jerusalém e as sinagogas espalhadas pelo império, para servir a Deus em suas próprias casas. Santuários cristãos só surgiriam séculos depois com a paganização do cristianismo.



Os desigrejados não estão abandonando a Igreja, como geralmente se alega, e sim as estruturas denominacionais que se arrogam o direito de se intitular “igreja”. A Igreja de Cristo não é e nunca foi presbiteriana, batista, metodista, pentecostal, episcopal ou coisa parecida. Tais termos designam estruturas eclesiásticas. Isso inclui a denominação que presido. Muitíssimas vezes tenho declarado em nossos cultos: O Reino é muito maior que a REINA (nome de nossa denominação). O problema é que estamos mais preocupados em preservar os odres do que o vinho.



As estruturas denominacionais servem como andaimes usados na construção da genuína Igreja. Depois que esta estiver pronta, de nada servirão aquelas. Foram feitas pra acabar.



Meu conselho aos desigrejados é que busquem unir-se para cultuar a Deus e dar testemunho do Seu amor. Seu desânimo para com as instituições é justo. Mas não permitam que isso lhes afaste da prática do primeiro amor


Por: Hermes C. Fernandes
Fonte:

domingo, 20 de junho de 2010

Marcha pela ética é valida segundo a Renascer.

O protesto ocorrido durante a chamada Marcha para Jesus, ou melhor um movimento pela conscientização cristã, não passou desapercebido.


Alem das milhares de pessoas que viram o "grupinho" ali com camisetas e faixas pedindo pela volta do evangelho puro e simples e com citações de versículos bíblicos falando sobre o dinheiro e a exploração da fé, outros milhares tomaram conhecimento do movimento por sites e blogs e mesmo pela imprensa que noticiou o ocorrido.

E entre as pessoas que tomaram consciencia do movimento estão os organizadores da Marcha para Jesus, inclusive seu líder máximo o chamado "apostolo" Estevam Hernandes.

Perguntados sobre o movimento, pastores da Renascer disseram que o "protesto é valido" se for contra algumas denominações que visam o dinheiro ,e mais, disseram esperar que as faixa sejam lidas pelos que fazem esse tipo de barganha. Óbvio que para eles, (ou melhor: óbvio que eles tentam passar para o publico) a Renascer, seu apostolo e cia não fazem parte deste grupo. Quem jamais foi a um "culto" ou show promovidos por eles, quem jamais assistiu um programa de tv ou ouviu um programa de radio deles u quem jamais conversou com algum de la poderá acreditar neles.

Mas de pratico, eles incentivam o movimento, e o acham valido. Portanto a partir de agora ninguém poderá nos acusar de invadir o espaço deles. ( de qualquer forma não invadimos nada pois diziam que a Marcha era para Jesus, e todos evangélicos estavam convidados a participar)

Vejam esta declaração:

Graças a Deus muitos já tem essa maturidade de onde aplicar seu dinheiro e diferenciar o que é para Jesus e o que é para homens. Se a marcha fosse um movimento para homens ou denominações, não viveríamos milagres, respostas de oração etc

Nós também agradecemos a Deus por quem tem esta maturidade, mas discordo que sejam muitos, os milhões que participam da marcha e enchem estas igrejas estão ai para mostrar que os maduros são minorias e ai entre o movimento da Marcha pela ética cristão que vai muito alem do que simplesmente protestar, queremos concientizar de forma a termos mais cristãos com maturidade seja para aplicar seu dinheiro, seja para interpretar as escrituras e viver uma vida cristã não manipulada e pautada na ética.

Observem que eles usam os milagres para autenticar o movimento, esquecendo do que Jesus disse ao referir a um grupo que realizavam milagres em seu Nome, mas estes tais não eram conhecidos por Jesus A estes Jesus disse apartai-vos de mim (Mat 7:22,23)

Ao ser questionado sobre o fato da Marcha ter deixado de ser um evento religioso e passado a ser um evento para exaltar homens ( no caso o lider da Renascer) o apostolo disse ser isso um absurdo e que o que ele recebe são demonstração de carinho ( que incomoda meia dúzia de pessoas segundo ele).

Claro que em nenhum momento ele pediu glorias e ele e usou o nome de Jesus o tempo todo mas será que o que ele chama de carinho recebido não vai alem disso, e pior incentivado por eles mesmo. A imensa foto do casal Estevam e Sonia no trio eletrico, os seguranças em volta deles, uma espécie de cabine vip não incentivam as pessoas a  tirar o foco de Jesus e se concentrar neles?

Durante o evento vi um grupo que carregava uma faixa enorme que ao invés de louvar a Jesus dizia mais ou menos isso: Apostolo e bispa, estamos aqui.

Encontrei esta faixa na Internet:







O que Jesus tem com isso? A faixa representa apenas carinho ou idolatria e alienação?

E as tatuagens com desenho do casal? E o fato dele incentivar que o chame de pai?






(demonstração de carinho?)



Vejam o texto da Folha Renascer:

http://m.folharenascer.webnode.com.br/news/protesto-na-marcha-para-jesus-apostolo-estevam-responde/

sábado, 19 de junho de 2010

14 razões porque o apóstolo Paulo morreu na miséria;

14 razões porque o apóstolo Paulo morreu na miséria;


Por Renato Vargens






À luz dos ensinamentos dos teólogos da prosperidade que afirmam que o servo de Deus tem que ser rico, descobri os verdadeiros motivos que levaram o Apóstolo Paulo a morrer na mais profunda miséria.



Infelizmente, o Apóstolo de Cristo aos gentios, não "entendeu" as revelações bíblicas cometendo erros gravissimos como:



1º- Não decretar a bênção da vitória na sua vida.

2º- Não amarrar o principado da miséria.

3º- Não quebrar as maldições hereditárias provenientes de seus antepassados.

4º- Não entender a visão da multiplicação do movimento G12.

5º- Não receber a revelação do DNA da honra de Deus.

6º- Não possuir as unções do cachorro, leão, águia, macaco, lagartixa, vômito e etc.

7º- Não tomar posse da bênção.

8º- Não semear as sementes da prosperidade.

9º- Não ter sido promovido a "paipostólo"

10º- Não ter trocado de anjo da guarda.

11º- Não ter elaborado nenhum mapeamento de batalha espiritual.

12º- Não ter recebido revelações do inferno.

13º- Não ter emitido nenhum ato profético.

14º- Não ter desenvolvido o hábito de orar em montes.



Caro leitor, segundo a ótica dos teólogos da prosperidade Paulo foi um fracassado, um pastor incompetente que não soube desfrutar das bênçãos de Deus.



Triste isso não?





Isto posto, resta-nos rogar a Deus pedindo misericórdia, como também que livre a sua igreja desta doutrina nojenta e anticristã.



Pense nisso!





***

Renato Vargens, no Púlpito Cristão
(http://www.pulpitocristao.com/)

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Como realizar a Marcha pela ética evangélica em sua cidade.








Após realizarmos a marcha pela ética durante a chamada Marcha para Jesus em São Paulo. pessoas de todo pais apoiaram este movimento a mostraram interesse em participar.



Exemplo disso foram as manifestações realizados em Santa Maria (RS) e Rio Branco (AC) alem de novos participantes na Marcha em SP deste ano.



A maioria das cidades, ou regiões realizam a tal Marcha para Jesus e infelizmente grande parte destas marchas são organizadas por pessoas sem compromissos com aquele que da o nome a Marcha: JESUS.

Torço pata que a Marcha em sua cidade não tenha segunda intenções, não promova homens ( tanto do clero como políticos), não seja liderada por hereges e mercenários . Pois ai não  será necessário a marcha pela ética)



Estas marchas objetivam mostrar o poder eclesiastico e politico da igreja. As mais diversas correntes de teologia heréticas se encontram e propagam suas heresias. Para o mundo, todos somos vistos como "farinhas do mesmo saco".



Embora usem o nome de Jesus a maioria dos participantes vão atrás dos shows ( nada contra os shows, desde que não misturemos as coisas: Marchar para Jesus não é participar de show gospel)



E embora milhões de cristãos marchem, eles marcham de alegre e desta marchas não resultam nada de positivo para o reino de Jesus, que da o titulo a marcha.



Pelo menos nas marcha em SP, não vi ninguém evangelizando e se preocupando com os necessitados embora ficassem "profetizando" libertação o tempo todo. Palavras sem ação não ajudam muito.



Além do mais o culto as personalidades gospel da nojo e compete com o culto a Deus. Lembro-me do ano que vi uma Bispa (vestida como perua) andando cercada de dezenas de seguranças que a isolavam do povo. E as fotos enorme do apostolo e bispa no trio elétrico? E de outros astros gospel em outros trios. E Ainda falam que a marcha é para Jesus.



Diante disso cabe nosso movimento de concientização;





Mas como realizar este movimento?







Se você tiver compromisso com o evangelho puro e verdadeiro e se sente inconformado com o estado que a chamada igreja se encontra ,já o inicio.



Se você estiver sozinho faça uma camiseta com mensagens que demonstre isso ( sugerimos a mensagem Voltemos ao evangelho. O Modelo publicado neste blog pode ser usado livremente)





Se forem em um numero maior ,faixas e cartazes poderão ser usados.




É bom sempre ter em mente que o protesto não é contra pessoas individualmente e sim contra o falso evangelho. Apesar da vontade de detonar alguns lideres heréticos e mercenários, este não deve ser o objetivo.





Durante o movimento deve-se estar preparado para o ataque e como ensina Pedro devemos responder com mansidão quem questiona sobre sobre nossa fé.



O objetivo não é proclamar uma denominação e sim o evangelho de Jesus.





Tomar cuidado para não cair no erro de se achar alguma coisa ou querer se aparecer. Devemos portarmos como servos e somente a Deus toda gloria





Alguns temas deverão ser dominados pois certamente haverá questionamento como:  Não julgar, Não tocar nos ungidos, não dividir o corpo, ofertas e dízimos, etc.



Acredito que a maioria não terá problemas em responder, mas havendo alguma duvidas este blog tem textos abordando estes assuntos





É importante se lembrar que qualquer movimento deve ser precedido de muita oração




Este o outros blogs estão a disposição para ajudar e divulgar o movimento.





VOLTEMOS AO EVANGELHO PURO E SIMPLES
                    O $HOW TEM QUE PARAR

                                                    Cartaz na  Marcha   em Rio Branco AC

Faixa na Marcha em SP

Cartaz na Marcha em Santa Maria RS

terça-feira, 15 de junho de 2010

O evangelho proclamado também deve ser defendido




Existe uma severa crítica à crítica dentro das igrejas evangélicas. Algumas pessoas argumentam que o tempo que se gasta "criticando" teologias, ministérios e líderes, deveria ser dedicado ao evangelismo. Esse pensamento pseudo-espiritual tropeça na Bíblia e na História da Igreja Cristã.



Os apologistas nos primeiros séculos da Igreja aplicavam-se em defender o evangelho e a Igreja Cristã diante dos ataques sofridos da parte dos pagãos do Império Romano. Várias acusações infundadas contra o cristianismo nos primeiros séculos foram cotra atacadas por homens que gastaram tempo buscando provar que os cristãos não eram merecedores de perseguições como as sofridas naquela época. Os argumentos dos apolistas eram de cunho negativo e positivo, ou seja, por um lado demonstravam que o cristianismo nada tinha em comum com as acusações depreciativas, por outro demonstravam que o evangelho de Jesus era superiormente incomparavel a fé pagã e judaica. Justino Mártir e Tertuliano são nomes que se destacaram nesse propósito.



Por sua vez, os polemistas se aplicavam na luta pela pureza do evangelho dentro da Igreja, indo contra heresias que mesclavam mentiras a verdade, e se apegavam assim às doutrinas cristãs. Falsos ensinos como o Gnosticismo e Montanismo marcaram os primeiros séculos. Irineu escreveu a obra "Contra Heresias" para refutar doutrinhas gnósticas.



Falando mais especificamente dos polemistas, podemos dizer também que não foi só a partir do segundo século da era cristã que eles surgiram. Em certo sentindo, podemos achá-los na própria Bíblia. O apóstolo Paulo foi um vigoroso polemista, lutando contra heresias judaizantes (Gálatas - resistindo o próprio Pedro), como também lutando contra falsos apóstolos (2 Coríntios 11). João foi um forte polemista contra a heresia gnóstica que estava surgindo na Igreja no fim do primeiro século. Pedro combate intensamente alguns falsos mestres na sua segunda epístola, e Judas faz o mesmo emulando algumas das palavras do apóstolo. O próprio Senhor Jesus era forte polemista contra os abusos farisaicos de observação vazia da lei (Mateus 23). No Antigo Testamento, os profetas muitas vezes falavam contra os falsos profetas que profetizavam suas próprias idéias e sonhos.



A Palavra de Deus nos incumbe não só de anunciar as boas novas do evangelho, mas também de militar pela sua integridade para que toda e qualquer torção doutrinária seja tratada com o máximo rigor. É preciso postura como a que Paulo requer daqueles que um dia receberam o evangelho:



Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema. Galátas 1.8
 


 
Postado por Adalberto A. R. Taques
Fonte:  (http://bloghapax.blogspot.com/2010/)

segunda-feira, 14 de junho de 2010

PÃO, CIRCO E (IN) CULTO!






Por João Rodrigo Weronka



Tenho acompanhado através de sites e blogs cristãos na internet a crescente preocupação com o volume absurdo de invencionices, modismos e heresias que afloram nas igrejas ditas evangélicas. Seria hilário – se não fosse trágico – a capacidade de criação de tamanhos absurdos.



E o pior: existe uma legião de crentes idólatras que defendem com unhas e dentes os criadores de tamanhas bizarrices, muitos por ignorância, outros por vontade.



A cada dia, percebe-se que a igreja evangélica institucional se afasta do Evangelho e é levada “em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente” (Efésios 4.14). O rebanho, magro e desnutrido biblicamente, é facilmente ludibriado por tais líderes.



Pão e Circo

Assim como na Roma antiga – no que diz respeito ao social – alguns líderes evangélicos praticam com o povo a política “panem et circenses” (política do pão e circo) – no aspecto espiritual. Nos dias da Roma antiga, devido a fatores socioeconômicos, houve um considerável êxodo dos moradores das regiões rurais em direção a Roma. Sem emprego e sem ter o que comer, a multidão se tornava um perigo crescente para ordem social, levando o império a tomar uma decisão que entorpeceria o povo, fazendo-os esquecer da realidade.



Tudo muito simples: de modo constante ocorriam lutas envolvendo gladiadores nos estádios, sendo o Coliseu o mais conhecido de todos. Durante as lutas o povo era “gentilmente” alimentado. Enquanto se divertiam com o show de horrores e se alimentavam, a multidão ficava “domada”, tranqüilizando os dominadores sociais.



E hoje em dia, o que temos visto em locais que, hipoteticamente, deveriam se concentrar na exposição das Escrituras? A pregação bíblica, doutrinariamente correta, que acordaria o povo brasileiro foi substituída por pão e circo. Rápidos em domesticar seus discípulos, alguns lideres evangélicos criam uma parafernália tão grande de remendos que assusta e nos faz perguntar: qual o limite disso tudo? Onde isso vai parar?



Os mais nervosos da ala que advoga por seus líderes costumam dizer: “Peraí, eles estão pregando o Evangelho e ganhando almas, e vocês, críticos?”. Argumento tão superficial e raso como uma poça d’água. E se estão de fato pregando o Evangelho, sempre fica a pergunta: Que Evangelho é esse? Que Jesus é esse? Ganhando almas e suprimindo cérebros?



A igreja evangélica tem inflado – e não crescido – com um contingente que não ousa pensar, não ousa raciocinar, não ousa sequer consultar nas Escrituras a veracidade do que seus dominadores (vide bispos, apóstolos, levitas, profetas) anunciam. Voltemos ao exemplo da igreja primitiva de Beréia (Atos 17.11), pelo amor que devemos ter ao Reino de Deus!





***



João Rodrigo Weronka é apologista, pesquidor no campo de apologética cristã e religiões comparadas desde 2002. É editor no site NAPEC



fONTE:Púlpito Cristão
Via: não abro mão da graça (http://agracadedeusmebasta.blogspot.com/)

sábado, 12 de junho de 2010

VIdeo :Marcha pela ética evangélica no ACRE

Marcha para Jesus 2010 – Milhares marchando, quantos servindo?


O vídeo a seguir é de inteira responsabilidade do autor do Blog Intervalo Cristão e de seus irmãos subversivos:





Por Ruy Cavalcante





Com um pouco de atraso, este é o vídeo da marcha para Jesus 2010, que foi realizado em minha cidade, Rio Branco, capital do Estado do Acre, onde tivemos a oportunidade de levar adiante o que já faço neste Blog, apologia Cristã, anunciando o Evangelho Genuíno de Cristo, pacificamente, cumprindo com nossa obrigação de zelar pelo mesmo.





O vídeo fala por si só, mas, em poucas palavras, gostaria de deixar minhas impressões a respeito não somente desta marcha, mas de todas as concentrações de evangélicos que acontecem durante o “calendário litúrgico” brasileiro.





Eu vejo nestes agrupamentos muita gente alegre, festiva e sincera e um grande poder de mobilização do povo cristão, mostrando que unidos podemos realizar grandes ações. Vejo ainda muita paixão e vontade de “fazer bonito”.





Porém, não encontro a mesma paixão e o mesmo empenho quando a mobilização é feita para evangelização e para cuidar dos pobres e necessitados. Com estas coisas não se gasta dinheiro nem tempo.





A título de exemplo vou citar o que aconteceu durante esta marcha: muitos irmãos ficaram chateados comigo porque eu não os convidei para irmos juntos à marcha. Na verdade alguns sequer sabiam que faríamos este protesto, acreditavam que iríamos apenas “curtir”. Após a marcha convidei alguns destes para ir comigo numa colônia distante 72 km de nossa cidade, que trata dependentes químicos, para me ajudar a trazer um rapaz ao hospital que sofrera um acidente. O resultado é que somente não fui sozinho porque no caminho encontrei outro irmão que procurava um ônibus para ir à sua casa e aceitou meu convite.





Isso aconteceu realmente e serve como ilustração de que só poder de mobilização não resolve nada, principalmente quando ele só existe na hora da festa e não na hora da cruz.





Outro ponto negativo, que cito no vídeo inclusive, é a “politicagem” presente na marcha, e isso não é um “privilégio” de nós acreanos, pois a notícia que temos aqui é de que no restante do Brasil, os púlpitos, especialmente os da marcha, viraram palanques eleitorais.





Fica então o recado: não precisamos demonstrar poder, força nem tampouco alegria. O que precisamos é demonstrar amor... amor com atitude santa.



Em tempo: Perceberam a quantidade de bandeiras e símbolos de Israel? Acho que se enganaram de endereço...
 
FONTE:
http://intervalocristao.blogspot.com

sexta-feira, 11 de junho de 2010

O evangelho não é um conto de fadas.









Jesus não é o gênio da lâmpada.





 Nós, não temos direito a 3 pedidos
 
 
 
 
 



Esta é a realidade. Embora isso seje pregado em muitas igrejas e tvs o tempo todo. ~
VOLTEMOS AO EVANGELHO PURO E SIMPLES.
O SHOW TEM QUE PARAR
Casais inteligentes enriquecem juntos: Lançamento Editorial Gospi








De fato, eles são inteligentes, mas não são sabios, pois segundo a biblia o temor do SENHOR é o principio da sabedoria , e temor, acredito, que eles não tem um só pingo.
O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e a ciência do Santo, a prudência. (2. Provérbios 9:10)

terça-feira, 8 de junho de 2010

Marcha pela ética evangélica na visão do Julio

- Protesto na Marcha pra Je$u$.



Sabe aquele dia que você não vê a hora de chegar? Que não faz idéia do que vai acontecer?


Onde uma mistura de sentimentos invade o coração e o suspense impera desde o levantar da cama até o voltar pra casa? Pois foi assim que me senti no dia mais esperado pela massa evangélica em SP. O dia da marcha pra Jesus. Um dia onde muitos até humildemente professam sua fé e seu amor por Cristo, onde apesar das diferenças tentam mostrar que conseguimos nos unir, estava eu lá para protestar.


Como você pode perceber o assunto central do protesto é sobre/contra a manipulação do sentimentos das pessoas, contra o estupro de almas machucadas pelas agruras da vida, contra essa teologia da ganancia(leia-se teologia da pro$peridade) que vive a brincar com as expectativas de pessoas e torna-las mimadas na fé, fundamentalistas da fé e da paternidade espiritual.

Como muitos sabem fui da rena$cer durante 5 anos, sei bem o que é "defender a vi$ão", e por esse tempo conheci muitas pessoas, que ao me ver protestando contra o mercantilismo gospel se admiraram e repudiaram minha atitude.



Uma das pessoas que me abordou me perguntou o porquê daquele protesto, disse a ela que Jesus nao morreu na cruz pra encher o bolso de ninguem de dinheiro e muito menos dar liberação de chaves de casas/carros. A mesma assentiu com a cabeça e começou a andar rapido, como se aquilo lhe causasse comichao nos ouvidos. E muito mais que comichão nos ouvidos é a dor na alma dos muitos que leram a faixa e simplesmente abaixaram a cabeça como sinal de que sabiam do que se tratava.



Abordado por um homem que se disse policial, fui ameaçado de levar uma surra e até de ser preso.

Me lembro bem de suas palavras.

Ele disse- Você sabe que você não pode fazer isso aqui!

Eu repliquei- Por que não, não posso expressar minha opinão?

Ele respondeu - NÃO, e mais vou rasgar sua faixa.

De pronto dispûs a faixa pra ele rasgar mas não o quis fazer.

Logo me ameaçou de prisão e assim que ouvi eu disse:

Pode me prender! (estendendo os braços para as algemas) ele disse que me abordaria na proxima viatura onde ficamos no posto de gasolina.

Ele me disse que eu era folgado e que iria me dar uma surra. Confesso que faltou pouco.



Agora me pergunto, Isso é evangelho?



Esse fundamentalismo bruto, onde se agride, mata e se impõe a força sobre quem não concorda?

Aquele versiculo que diz (nem por força nem por violência mas pelo meu espirito) fica aonde?

Essa demonstração de poder não tem nada a ver o com o poder de Deus.

Para Estevam Hernandes somos insignificantes, porem nunca fui processado, nunca fui preso, minha ficha é limpa meu amigo e sua Estevam? Sou mais um mendingo sujo que passa necessidade mas não rouba do que qualquer pa$tor/Bi$po da ganancia.



Olha no site do STJ seu nome E$tevam e vê quantos processos tem. Olhe o nome de seu "moneystério" e veja quantas ações judiciais existem.

E o bom nome fica aonde nessa história?



A você que é membro da renascer, saiba que não é nada contra você, mas quero que você saiba de uma coisa não foi a renascer que morreu por você na Cruz, foi Jesus Cristo- O filho de Deus. Quem te abençoa (penso que por misericórdia) é DEUS. Pois o sentimento de muitos ali é puro apesar da podridão da alta cúpula.


Meu protesto é contra aqueles que se venderam, pra poder vender o que é de graça e pela graça e tambem por aqueles que vivem a dar seus proprios toques e retoques naquilo que não era pra fugir da simplicidade que há em Cristo. Segue a lista dos principais mercenários da fé no Brasil



Edir Macedo

Silas Malafaia

Valdemiro Santiago

Valnice Milhomens

ReNê Terra Nova

Jabes de Alencar

Samuel Cássio Ferreira

Manoel Ferreira

Dilmo dos Santos

Marco Feliciano

Arlindo Teodoro

Cesino Bernardino (gideões)



A todos esses:


Voltemos ao Evangelho Puro e Simples - O $how tem que parar!

Postado por O Proponente às 00:49 7 comentários

Fonte:    http://oproponente.blogspot.com/ 

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Marcha pela ética evangélica na visão de Alex Martins.




MARCHA PRA GEZUIZ



Ontem fui ao “Maior evento gospel do planeta”. A Marcha Para Jesus.



Sim, por incrível que pareça, eu estava lá!



Em média 3 milhões e meio de pessoas saíram de suas casas e foram marchar seguindo o mandamento do versículo..... do versículo.... do versículo...(perai ainda não achei nenhum mandamento de Cristo ou dos apóstolos nos incentivando a marchar) . .. do versículoooo..... Bom, deixa pra lá!



O importante é que eu estava lá mas não entre os 3.500.000 de irmãos profetas, mas junto com cerca de outros ínfimos 17 cristãos – não vou usar a palavra “protestando”, mas conscientizando (ou pelo menos tentando) as pessoas a pensarem sobre o real propósito da marcha e sobre como anda a saúde do evangelho no Brasil.



O propósito da marcha e nosso propósito vou deixar para o próximo post, NÃO sou contra a marcha em sua essência, mas, por enquanto só quero compartilhar algumas coisas que aconteceram nesse dia:







Chegamos ao metrô Tiradentes cerca de 9h num total contraste á multidão que usava camisetas amarelas da marcha ou com frases que pareciam tiradas de algum livro do Paulo Coelho, enquanto nós usávamos camisetas pretas com a frase:



“Marcha pela ética evangélica brasileira O $how tem que parar” e algumas faixas com os dizeres:



“Voltemos ao evangelho puro e simples O $how tem que parar”



Outras com o versículo: ”POR AVAREZA, FARÃO DE VÓ$ NEGÓCIO$ COM PALAVRA$ FINGIDA$” (2º Pedro 2:03)



Como vocês devem imaginar não fomos bem recebidos, afinal de contas a multidão era enorme e nós estávamos apenas em cerca de 18 pessoas uma proporção de 1:195000 ou seja, pra cada 1 de nós tinham 195.000 do outro lado.



Mas o que vocês não devem imaginar é o que alguns “soldados” de Jesus fizeram conosco.



Muitos foram simpáticos, e entenda por simpáticos aqueles que apenas nos vaiaram. Mas teve muito mais. Eu particularmente fui empurrado pelas mãos ungidas dos irmãos, fui pisado pelos pés apostólicos, ameaçado pelos mais-que-vencedores, xingado pelos santos lábios, a propósito: se praga de crente pegasse ou não teria retornado vivo pra casa. Nunca expulsaram tanto demônio de mim, me ”amarraram”umas 1500 vezes com a frase “ tá amarrado”, me “queimaram”, “profetizaram” até a minha 4ª geração, nunca em minha vida tantas mãos foram estendidas pra mim e lábios balbuciaram alguma coisa parecida com “queima ele Jesus”, fui chamado de idiota, retardado, imbecíl, Judas, e umas 2000 vezes de fariseu (não sei porque eles gostam tanto dessa palavra), teve também um desses caras bombados de academia que, querendo nos ameaçar, disse com um tom muito ameaçador que era policial e iria nos prender. Isso foi só a minha experiência, o pessoal do grupo teve outras, por exemplo, um dos nossos recebeu a seguinte ameaça: “Se vocês continuarem com isso vão acabar tomando um tiro na cara”. Quero crer que ele estava se referindo a um tiro da B66 (bíblia), mas na pior hipótese pelo menos o revólver deve ser apostólico



Uma senhora foi tirar satisfação e um de nós disse a ela: “Espera ai minha irmã...” logo ela o interrompeu e disse: “Irmã não!! Eu sou PASTORA” – Querendo engrandecer-se pra cima do humilde irmão. Para o azar dela, ela escolheu justo o irmão que disse: “Espere minha irmã, eu igualmente sou pastor a 12 anos, também sou filósofo e tenho mestrado em teologia” rsrsrs a irmã foi murchando feito uma bexiga furada.



Fomos entrevistados por jornalistas de sites, rádios e Tvs.



Bom mas nem tudo foi trevas, em meio ao povo que deveria andar na luz. Algumas pessoas, querendo saber um pouco mais, vinham nos perguntar o que significava aquilo (me lembrei da passagem bíblica do Etíope) outros nos parabenizaram, muitos concordaram com os dizeres das faixas e entenderam a mensagem, alguns davam sinal de que mudariam de lado (não era esse nosso intuito) mas se mudassem então não seriam mais aceitos por suas igrejas, afinal teriam se tornado rebeldes e se levantado contra os “Ungidos do Senhor”.



Digo que foi um trabalho muito difícil, mas, igualmente gratificante.



Meu pastor, meus amigos e até minha família estavam do “outro lado”- se é que podemos chamar assim. Meus amigos ficaram constrangidos, alguém da minha família disse que era uma idiotice o que eu estava fazendo. Mas apesar de tudo foi uma experiência ótima ser como todo cristão deveria ser: Protestante!



As vezes me sinto solitário por não conhecer pessoas sem cabrestos pessoais ou sem os cabrestos da religião pra conversar.



Por fim agradeço aos amigos e irmãos que conheci hoje são prova que ainda há vida pensante na igreja, agradeço a minha linda esposa que foi a única que me encorajou a ir, e , acima de tudo a Deus por me abrir os olhos e a Jesus por já ter feito tudo que era necessário ser feito.



Nos próximos dias vou publicando mais detalhes, fotos e vídeos.



Até a próxima marcha pra Gezuiz..







“Pregue o evangelho puro e quando necessário, use palavras”

Santo Agostinho







Fiquem na Paz e não se esqueçam:



VOLTEMOS AO EVANGELHO PURO E SIMPLES



Sola Gratia
 Por:   Alex Martins.

domingo, 6 de junho de 2010

Resposta aos críticos do movimento pela volta ao Evangelho puro e simples



Bom, pessoal, agradeço a todos pelas opiniões, contrárias ou a favor, afinal nossa intenção com o movimento é justamente abrir o debate sobre os rumos que a igreja evangélica brasileira tem tomado, e esse é um ano bastante especial, já que teremos eleições e, infelizmente, haverá quem venderá seu púlpito a fim de obter as benesses financeiras.



Não é de longe que boa parte da igreja está vendendo bênçãos. Vendemos sabonete ungido, rosa ungida, unção financeira (R$ 900,00), salvação familir (R$ 1.000,00), vendemos promessas de casa própria e carro do ano para quem determinar a “deus” e fizer a oferta volumosa (sim, pois esse “deus” pregado só trabalha em troca de dinheiro, não trabalha pela Graça conforme o Deus Pai de Jesus Cristo), enfim, estamos vivendo, como foi dito num comentário, um evangelho irreal, de faz-de-conta, de heresias em nome de Jesus. Isso é muito grave e sério, falamos, como crentes, mal das seitas, mas estamos transformando a igreja evangélica brasileira numa grande seita pregadora de heresias, as quais Jesus, os apóstolos e os Pais da Igreja lutaram contra, inclusive dando suas vidas em defesa da fé.



Não somos contra marchas para Jesus. Somos contra usar o nome de Jesus numa marcha, onde o verdadeiro objetivo é demonstrar poderio político e religioso, e não evangelizar. Eu estive por dois anos na marcha, e sério, só tem crente lá. Ninguém é evangelizado, só tem pão e circo, gritos de “o Brasil será do Senhor Jesus” qdo a bíblia diz claramente que nos últimos dias a iniquidade cresceria, e que inclusive os santos serão entregues por um tempo nas mãos do Anticristo. Marcha para evangelização já houve no Brasil, a chamada Cruzada Nacional de Evangelização, antigo nome da Igreja do Evangelho Quadrangular, que se reuniam em tendas de circo e pregavam a Palavra num tempo em que ser crente era ser mal-visto. Procurem no youtube vídeos dessas marchas.



Enfim, somos contra, e muito, a DEMONÍACA teologia da prosperidade, que nos faz adorar a Mamom achando que é Jesus, e outras heresias que, por ignorância ou mesmo safadeza de alguns líderes (como “não toqueis no ungido”, superstições gospel, venda de indulgências modernas, etc) são pregadas livremente, e muitas ovelhas, que desconhecem a Palavra, as aceitam com alegria (afinal, quem não quer dinheiro fácil?). A prova maior disso é que, na edição passada e na de ontem, as pessoas vinham discutir conosco porque estávamos expondo, em nossas faixas, as passagens de 1 Tm 6.3-10 e 2 Pe 2.1-3, e eu perguntava se isso não existia na bíblia deles, e eles continuavam discutindo, quase brigando, revoltados!!!!



É por isso que precisamos voltar ao Evangelho puro e simples, à pregação da Palavra verdadeira, ao ensino, ao cuidado com os pobres, as viúvas e os órfãos, ao verdadeiro amor que Cristo nos ensinou. Esse é o objetivo do nosso movimento pela ética cristã. Se quiséssemos simplesmente aparecer haveria formas mais efetivas e menos hostilizantes, pois creiam, estamos tomando pedrada de tudo quanto é lado. Mas somos estrangeiros nesse mundo, o estranho seria sermos amados por ele, e isso não queremos (pois queremos seguir a Cristo, e o mundo não o amou).



Fiquem na Paz que excede todo o entendimento,



Vera, Paulo e Joaquim Lucas





04/06/2010 por Estrangeira   (http://estrangeira.wordpress.com/)

 (extraído de postagem no site Púlpito Cristão)

sábado, 5 de junho de 2010

Outro dia na marcha

Na ultima quinta feira foi realizada na capital paulista mais uma edição da chamada "Marcha para Jesus", (para Jesus?)


E como no ano passado o SENHOR JESUS nos permitiu estarmos lá, para fazermos nosso protesto, alias protesto não, um movimento de conscientização.

Agradeço a Deus pelos companheiros que Deus levantou para juntos estarmos nesta missão .

Além das nossas camisetas pedindo pela volta do evangelho puro e simples e o fim do show portávamos 4 faixas, duas delas com o mesmo tema da camiseta:

VOLTEMOS AO EVANGELHO PURO E SIMPLES, O SHOW TEM QUE PARAR

e outras duas com os textos bíblicos.

E POR AVAREZA, FARÃO DE VOS NEGÓCIOS, COM´PALAVRAS FINGIDAS. (II Ped 5:2)

e

O AMOR AO DINHEIRO É A RAIZ DE TODOS OS MALES, E ALGUNS NESSA COBIÇA, SE DESVIARAM DA FÉ . (I TIM 3: 6-10)



As reações foram parecidas com as do ano passado, embora , coletivamente, eles deveriam estar instruídos, pois não ocorreram as vaias e gritos istericos como no ano passado, mas individualmente fomos abordados, xingados, ameaçados e satirizados, ( vide blogs de Vera e Júlio). Minha faixa levou apenas uma "copada" de água, dada por um furioso "marchante" por Jesus.

Uma senhora chamou a polícia, que me disse que se não parássemos iríamos ao DP, mas contra argumentei que  tínhamos direito a liberdade de expressão e mais, não estávamos invadindo um espaço privado, a Marcha era para Jesus e usava seu Nome ( nós seguimos Ele), nas propagandas todos evangélicos eram convidados a participar ( nós somos evangélicos) e que nossas faixas citavam textos bíblicos ( nada mais salutar para uma marcha de 'crentes'). Depois a Vera também falou com o sr.policial e nada mais ocorreu neste episódio.

Um outro "marchante" para Jesus mandou que eu jogasse fora a porcaria da faixa, a faixa continha apenas um texto bíblico, conclui que a Bíblia só serve para ele com os textos ensinados pelo apóstolo, o resto era porcaria.

Como nos outros anos os 'marchantes' seguindo os líderes nos trios elétricos "profetizavam" que o lugar onde pisavam estariam livres do mal, e que a cidade estaria livre dos vícios, prostituição etc. Claro que a 18 anos eles fazem isso e nada acontece. Lembrei da bíblia ensinando a identificar um falso profeta: Quando ele profetizar e nada acontecer...

A parte mais legal foi ouvir o Sr Hernandes ler a frase e repetir "VOLTEMOS AO EVANGELHO", pena que ele não concluiu pois se ele concluisse e seguisse o que está escrito a marcha terminaria ali, ou pelo menos mudaria de rumo.

O mesmo Hernandes em entrevista disse que éramos livres,( ele nos deu salvo conduto para as próximas marchas) e disse que éramos um numero insignificante. Concordo pois 14 ou 15 pessoas em meio a 1 milhão realmente é insignificante, mas se nós éramos insignificante a mensagem que anunciávamos não era. Sei que ela tem poder de transformar vidas ( A palavra de Deus transforma , não nós, aliás um participante de marcha  testemunhou  que a palavra do apóstolo mudou sua vida, vejam a palavra do, não a palavra de Deus anunciada pelo).

Muitos leram nossas faixas e se muitos foram indiferentes a mensagem, outros leram refletindo sobre ela. As fotos que eles tiraram continuarão a manter a mensagem viva para quem ver estas foto.





Meu sonho é utopico,mas sonho num dia onde não precisaremos marchar para concientizar pois o povo estara concientizado do verdadeiro evangelho e abandonara a mentira. Neste dia quem sabe, poderemos juntos marchar para Jesus, dando pão a quem tem fome, água a quem tem sede, luz para quem vive nas trevas, consolo para angustiados. Onde todos amarão as pessoas como são,sem pensar em lucrar com elas e onde a bíblia seja ensinada e vivida sem as heresias tipo teologia da prosperidade, atos proféticos etc.
 
Laudinei
 
 
 
Marcha pela Ética Evangélica Brasileira na visão do Vinicius:






Graça e Paz!



Tenho muito a agradecer a Deus por ter podido participar deste tão famoso evento.

Mas não, querido leitor, não é pelo motivo que você imagina.

Estou grato, porque pude conhecer pessoas maravilhosas, como a Vera, Paulo, Júlio, Laudinei, Pablo, sem esquecer do Joaquim, claro, rs!

Com a graça de Deus, pudemos fazer a nossa manifestação em paz, ou quase.



A Vera blogou sobre como foi, para saber mais dê uma olhadinha no blog dela.



Gostaria de contar então o que foi esta marcha para mim.

Em linhas gerais, o sentimento que predominou em meu coração foi tristeza.

Fiquei triste em ver tantas pessoas sinceras que estão sendo iludidas pelos vendilhões do templo.

Senti um nó na garganta ao ver pessoas se entregando a um evangelho raso e ralo. Pessoas que não estão atrás de Jesus, mas atrás da mais nova revelação, que não passa de vento de doutrina.



Mas também aproveitei este tempo para refletir, pôr algumas ideias em ordem.

E em meio a tudo isso, me surgiram alguns questionamentos, coisas que ninguém percebe:



-> Todo ano são amarrados demônios e potestades;

-> Todo ano a benção é lançada

-> Todo ano as ruas da cidade são declaradas como propriedade do "senhor"

-> Todo ano os ungidões semi-deuses fazem seus atos proféticos



E NADA MUDA!!!

É simplesmente incrível como as pessoas são crédulas!

Se as ruas são dedicas à Deus, por que ainda temos crianças usando drogas nas esquinas?



Se as bençãos da prosperidade foram lançadas, por que o povo ainda é pobre?



Que evangelho é esse que só beneficia quem o prega?

Que teologia é essa que impede o acesso à Deus?



Bom, voltando à marcha, fomos ameaçados por "irmãos" mais alterados, chamados de doentes mentais, etc.

Pessoas que meneavam a cabeça para versículos bíblicos, como se estes não fizessem parte de suas bíblias.



Mas agradeço a Deus porque também houveram pessoas que nos apoiaram, pessoas que entenderam e concordaram com a mensagem. Pessoas que perguntaram nossos nomes, tiraram fotos das faixas, acenaram positivamente, inclusive de cima do trio elétrico, das passarelas.



Foi uma experiência única, que espero ter feito a diferença em pelo menos uma pessoa.

Meu maior desejo é ver a mudança no atual quadro do evangelho no Brasil. Eu gostaria muito de o ano que vem, poder marchar junto com todos, em prol do Reino de Deus, quem sabe limpando a cidade, fazendo uma passeata em busca de melhores habitações para os mais humildes.

Mas pelo andar da carruagem, ano que vem estaremos lá de novo com o nosso ideal: "Voltemos ao Evangelho Puro e Simples: O Show tem que parar!"



Para não dizer que sou pessimista, deixo um versículo profético (de verdade), nas palavras do Senhor Jesus: "Devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará," Mt 24.12 - NVI



Agora só aguardando o vídeo do Pablo...





Deus lhe abençoe!
 
 
Vinicius Morais (http://refletindoagraca.blogspot.com)

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Mais um dia na Marcha para Jesus


04/06/2010 por Estrangeira





Um dia após a marcha para Jesus 2010 em São Paulo, ficam as reflexões sobre o movimento. Mas antes, um breve relato de como foi o dia de ontem.




Estávamos um pouco preocupados em como chegaríamos ao local, estação Tiradentes do metrô, onde se inicia a marcha. No ano passado, era quase impossível andar na estação por conta do grande número de participantes. Esse ano, porém, graças a Deus a chegada foi bem tranquila.



Como no ano passado, nos posicionamos ao lado do primeiro trio-elétrico, o que leva o casal Hernandes e a elite da marcha. Qual não foi nossa surpresa quando o próprio Apóstolo Estevam leu uma de nossas faixas: “Voltemos ao Evangelho!!!”. Porém, ele não enxergou ou não quis ler o restante da mensagem: “puro e simples, o $how tem que parar”. Mas tudo bem, já é um começo!



Esse ano levamos 4 faixas, duas com a mensagem de volta ao Evangelho puro e simples, e duas com versículos bíblicos (1 Tm 6.3-10 e 2 Pe 2.1-3). Por incrível que pareça, as faixas mais defenestradas por quem nos abordava eram as dos versículos bíblicos. Fomos chamados até de doentes mentais, pois em nossas bíblias havia esses versículos e, aparentemente, na bíblia desses “crentes” não. Quando as pessoas preferem dar ouvidos a homens a simplesmente ler a bíblia, vemos que a situação de muitas das igrejas ditas evangélicas é pior do que se pode imaginar, sendo apenas centros de arrecadação para crescimento próprio e de seu “papa” em particular.





Diferente do ano passado, a multidão em conjunto não nos hostilizou. Penso até que foram instruídos nesse sentido, ficando as ofensas e ameaças em nível individual. Mesmo grávida de 9 meses, uma garota que não gostou da faixa que eu segurava me deu um empurrão num local estratégico em minha atual situação, mas tive tempo de posicionar meu braço de modo a evitar danos ao bebê. Meu marido chegou a ouvir que ainda iria levar um tiro na cara. O Júlio foi ameaçado de prisão, aliás a atuação da polícia merece um parágrafo especial.



Nesse ano, resolvemos parar num posto da Petrobras (não, essa empresa não patrocinou nosso movimento! , pois havia uma viatura no local e, de certa forma, isso nos dava uma certa segurança em meio aos mais exaltados. Porém, em certo momento se aproximou de mim um policial e uma senhora bastante exaltada, que depois vim saber que era uma pastora. Essa senhora, com contundência, me disse que era advogada, que aquela era uma passeata de evangélicos, que estávamos atrapalhando e ofendendo a passeata com as faixas (repito, versículos bíblicos conforme todos podem conferir nas fotos), que poderia nos processar, nos mandar prender, blablabla. O policial, constrangido, me pediu para que caminhássemos ao invés de ficarmos ali parados, pois assim as pessoas que estavam reclamando com ele sobre nossa presença não o forçariam a apreender nossas faixas. Via-se que ele tinha apenas que cumprir ordens (aliás, quem disse que ia prender o Júlio, se não me engano, era um oficial membro ou simpatizante da igreja dominante no local, mas isso o Júlio pode explicar melhor no blog O Proponente, em seu artigo sobre o assunto – eu não estava próxima quando isso aconteceu e por isso só posso especular). Enfim, nos mantemos no local, porém sabendo que a qualquer momento as faixas seriam retiradas. Nesse interim, passou por nós a “tropa de apoio” da marcha (digo isso por serem um grupo de homens bem fortinhos, de óculos escuros, sendo que o último da tropa ficou o tempo todo olhando para nós, não sei se admirando a beleza dos nossos componentes ou se tentando de alguma forma nos intimidar). Só sei que, um tempo depois, não havia apenas uma viatura, mas um monte de policiais e guardas metropolitanos ao nosso redor. Mas enfim, não mexeram conosco (não foi dessa vez que passeei de camburão).





Claro, também houve quem apoiasse nosso movimento, inclusive um integrante de um trio-elétrico, por incrível que pareça (ele fez sinal de positivo para nós). Muitas das senhoras que marchavam tocavam em meu barrigão e o abençoavam, num espírito verdadeiramente cristão. Duas meninas, de uns 12, 13 anos, vieram nos perguntar se éramos contra a marcha. Após a explicação de que não éramos contra marchas para Jesus, mas contra o uso do nome Dele de forma mercantilista, elas sorriram, concordando conosco, e voltaram a marchar felizes. Isso realmente me emocionou, não me esquecerei da carinha daquelas duas meninas, peço a Deus que dê a meu filho essa mesma consciência de querer provar todas as coisas, para ver se realmente vêm e são de Deus.



No final da marcha, uma situação meio inusitada. O pessoal de apoio veio com vassouras, dizendo para nós ajudarmos a varrer a rua (mas o fizeram de forma meio irônica, meio provocativa, “já que vocês não fazem nada, façam alguma coisa, ajudem a gente”). Na mesma hora me dispus a fazer isso, peguei uma vassoura e passei a ajudar, pois mesmo sem ter jogado nada no chão (mal bebi, pois grávida vai ao banheiro a cada uma hora e eu não poderia me dar a esse luxo naquele dia), porém como participei da marcha, também era responsável pelo lixo deixado no local. Iria mesmo varrer toda a rua com eles, mas acho que nesse momento se constrangeram e me agradeceram, que não precisava ajudar, que a caminhada até o final era longa, blablabla. Bom, nós nos dispusemos, pelo menos, pois ali todos somos irmãos, mesmo os que nos ofenderam, apenas vemos o Evangelho de Cristo de formas diferentes, e melhor do que faixas e camisetas é a evangelização através do exemplo de vida, através do amor, que é a linguagem de Deus.



No mais, tudo mais ou menos igual ao ano passado. Terminada a marcha, o Pablo colheu algumas entrevistas e fomos embora, felizes por saber que alguns dos que leram nossas faixas e camisetas serão importados pelo Espírito Santo de Deus a buscar nas Escrituras a Verdade, e assim se abrirá o caminho para que realmente venham a ser homens e mulheres livres de todo o jugo religioso, que só serve para manter no poder e enriquecer os “papas” locais. O Evangelho puro e simples de Jesus nos traz a Graça, de graça: nos traz a liberdade.





Que Deus abençõe e capacite aos que, corajosamente, estiveram esse ano na marcha: Vinicius e sua esposa Regiane (blog Refletindo a Graça), Alex Martins, Ailton e sua noiva Daniele, Tiago, Mambalt, Reinaldo Black (blog Tamu Junto), Laudinei (blog Exemplo Bereano), Julio (blog O Proponente), Pablo Silva (canal de video) Joaquim Lucas (em sua 2a. marcha, mesmo antes de nascer – alguém duvida de que será protestante?) e o Paulo. Se não citei alguém me desculpe, parece que houve pessoas que ajudaram a carregar as faixas e depois saíram, mas Deus não se esquece de vocês jamais. Sentimos muito a falta do Vitor Cid, do Diogo Bocchio, , da Mayara, da Sandra, da Rose, do Sergio, de pessoas que, por vários motivos, não puderam participar, embora houvesse o desejo no coração. Mas fiquem tranquilos, ano que vem tem mais!!! (o bom seria marcharmos todos unidos apenas por Cristo, mas a bíblia diz que nos últimos tempos muitos apostatarão da fé, que a iniquidade vai crescer, que surgirão falsos cristos e falsos profetas, então a tendência, infelizmente, não é de melhora em tão curto tempo).



Que Deus possa levantar homens e mulheres com ousadia nos quatro cantos do país, para que proclamem o verdadeiro Evangelho, que não é obtido a preço de prata ou ouro, pois já foi pago pelo sangue derramado por Cristo na cruz.



Obs1.: aguardem em breve o vídeo produzido por Pablo Silva.



Obs2: o Apóstolo Estevam Hernandes disse, em reportagem do portal Guia-me, que em número éramos insignificantes em relação à multidão que marchava. Concordo plenamente, nesse quesito, com o apóstolo. Afinal, somos insignificantes mesmo, e se alguma coisa acontecer a partir do nosso protesto silencioso, toda a honra e glória será apenas para Deus.


http://estrangeira.wordpress.com/

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Participe



Participe de protesto na Marcha para Jesus: O Show tem que parar.
Por: Leonardo Gonçalves



Olá Pessoal,

Amanhã, dia 3 de junho, será realizada a "Marcha para Jesus 2010", evento que ocorre anualmente e reúne milhões de evangélicos de várias denominações. Sempre presidido pelo pessoal da Renascer, o evento muito pouco difere das grandes procissões católicas, como Círio de Nazaré e festa na Basílica de Nossa Senhora Aparecida. Por reunir diversas vertentes do cristianismo evangélico, o lugar é estratégico para protestar e apregoar verdades esquecidas.

Pois então galera; quero fazer o convite àqueles que estão cansados de tanta mediocridade e que desejam fazer a diferença apregoando um retorno ao evangelho de Jesus, bem como protestar contra o comercio de bênçãos promovidos pelas IURDs da vida, bem como as heresias apostólicas de Estevam, Sônia e Cia:

A Vera Siqueira, do blog Uma Estrangeira no Mundo, estará lá na Marcha junto com alguns colegas subversivos, e quem quiser protestar com a gente, o local de reunião será o mesmo do ano passado, na saída do metrô Tiradentes, às 9:30h horas. Para que ninguém se perca, os nossos amigos vestirão camisetas pretas.

O celular da Vera é (11)8267-5929, e o do Paulo é (11) 8267-6629. Se estiver perdido(a), é só ligar que eles “resgatam”.

Se puder, faça também uma faixa conclamando à volta do Evangelho puro e simples. Sem ataques a denominações, líderes, etc, apenas exortação para a volta aos puros ensinos de Cristo. Quanto mais faixas, melhor.



Protesto na Marcha 2009:

No ano passado, um grupo de irmaos se reuniu e promoveu um protesto silencioso durante a Marcha. Com camisetas estilizadas, os manifestantes exibiam o slogan: "Voltemos ao Evangelho Puro e Simples: O $how tem que Parar!". Mal compreendidos por alguns, aplaudidos por outros, o resultado você pode conferir no vídeo à seguir, intitulado "Duas Marchas":




Fonte; http://www.pulpitocristao.com/

publicado tambem:

http://wwwpicaretologos.blogspot.com/
http://pensareorar.blogspot.com/
http://webevangelista.blogspot.com/
http://blogdopcamaral.blogspot.com/
http://blogdamarciamoreira.blogspot.com/
http://sementedarenovacao.com/

terça-feira, 1 de junho de 2010

Marcha pela ética evangélica




Marcha pela ética evangélica : Esta chegando a hora. Quem se habilita? Ou será que o frio será um obstáculo? ( não creio que o frio será impedimento para quem vai na outra, afinal quem vai querer perder show de graça e "oba oba")



E você que esta inconformado com a chamada igreja evangélica no Brasil?
E você que sabe que a teologia da prosperidade é um câncer em nosso meio?



E você que não aguenta mais ouvir esta turma de picaretas pedindo dinheiro em nome de Deus?



E você que ama o verdadeiro, puro e simples evangelho?
E você que tem a bíblia como regra de fé e pratica?



E você que se envergonha do que a imprensa publica ( e o pior que é verdade) sobre os evangélicos?
E você que pensa na futura geração da igreja no Brasil ( se Jesus não voltar)






Voce vai estar conosco?