Faça sua camiseta:

Faça sua camiseta:
Muitos nos procuram querendo comprar uma camiseta do movimento pela ética evangélica, Nós não comercializamos camisetas, mas quem quiser ter uma basta pegar o modelo e mandar fazer no local de sua preferencia: http://exemplobereano.blogspot.com.br/2014/02/camisetas-do-movimento-pela-etica.html

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Livro de Gálatas e o "evangelho" judaizante;

Lamentavelmente o tempo do programa era bem restrito, e não foi possível ir fundo no assunto. Em Gálatas Paulo exorta a igreja a seguir somente a Cristo, pois não é possível se salvar através da lei. Para isto ele diz para os gálatas fugirem da pregação e das praticas do outro evangelho. Fundamentado em doutrinas judaizantes. Muitas são as igrejas e lideres nesta pratica. Muitos são os que estão querendo remendar o vel do templo, com as praticas judaizantes. Para isto estão tentando anular as cartas paulinas. Uma certa apostola disse que as cartas de Paulo são irrelevantes. Ou seja só é possível encontrar apoio as praticas judaizantes negando a palavra de Deus. Parabéns a Igreja Batista Restauração de Rio Branco/Acre, aos seus lideres Pr. Breno e Ruy, pela coragem em debater este tema, diante da tamanha ignorância no meio da igreja brasileira.
O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo.
Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.
Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.
Gálatas 1:7-9



 Texto de Paulo Siqueira ( facebook)


Assista todo o café teológico.

https://www.youtube.com/watch?v=Qws_YnmGBgA

domingo, 1 de novembro de 2015

Sendo protestantes do Dia da Reforma Protestante


31b
Protestantes do MEEB em São Paulo, em frente ao Templo de Salomão
Há 498 anos temos o monge Martinho Lutero afixando 95 teses na entrada da Catedral de Wittenberg (alguns historiadores dizem que enviando cartas para o Papa Leão X). Na época, para terminar a construção da Basílica de São Pedro, Leão X determinou a venda de indulgências (perdão dos pecados) como forma de arrecadação de dinheiro. O dominicano Tetzel saiu pela Europa vendendo indulgências e recolhendo o dinheiro, deflagrando o ato de Lutero.
Porém, antes de Lutero houve muitos indignados com a situação da igreja. E após Lutero, outros tantos se levantaram. Muitos, ao defender a fé diante da igreja constituída, foram perseguidos e martirizados, como Jan Huss e os valdenses.
Hoje ouvimos muito que não devemos julgar ou criticar os líderes religiosos porque isso pode dividir a igreja. Porém, o que a história do cristianismo nos ensina?
31aA começar pelos profetas do Antigo Testamento, todos foram enviados por Deus para exortar os líderes religiosos de seu tempo. Deus enviou até meninos (como Jeremias e Davi) para confrontar anciões, reis e sacerdotes. Todos os enviados por Deus devem ter ouvido que estavam agindo errado, afinal não se pode criticar um rei ou um sumo sacerdote. Mas não temeram perseguições ou morte e abriram suas bocas para proclamar a verdade e denunciar os erros doutrinários em voga.
Chegando no Novo Testamento, vemos Jesus Cristo e seus discípulos afrontando abertamente os líderes religiosos do seu tempo. O diálogo de Jesus com os fariseus em Mateus 23 é de arrasar. Se não dissermos que é Jesus falando com os sacerdotes, mas que é um protestante falando com um apóstolo (?) moderno, muita gente vai subir nas tamancas e defenestrar o protestante, afinal “não se pode tocar num ungido do Senhor” (citação fora do contexto, é claro).
E qual o resultado das exortações aos líderes religiosos no Novo Testamento? Perseguições e martírio dos cristãos.
31eE com o passar dos séculos, a Igreja começou a se contaminar com ensinos estranhos. Como no início, Deus levantou homens e mulheres para confrontar tais ensinos. Esses foram também perseguidos e martirizados, e quanto mais os verdadeiros seguidores de Cristo eram mortos, outros tantos se convertiam e abriam mão de suas vidas em prol da proclamação do Evangelho.
Na Idade das trevas, vemos uma luz: a Reforma Protestante, que visava trazer a Igreja ao eixo cristocêntrico. Novos grupos cristãos foram formados, mesmo com toda a perseguição e ameaça de morte. A Igreja Romana acabou obrigada a rever alguns conceitos (por medo de perder a hegemonia e o poder adquirido), culminando na chamada Contra-Reforma.
31fAs igrejas hoje chamadas evangélicas são frutos da Reforma Protestante. São frutos de divisão, divisão essa necessária para que a Bíblia pudesse ser resgatada e os ensinos de Cristo pregados em todas as nações.
Tudo o que foi dito aqui seria desnecessário se muitos dos que frequentam igrejas evangélicas conhecessem sua história. Porém, não apenas não conhecemos de onde viemos, como não sabemos o que somos ou o porquê de estarmos reunidos semanalmente num estabelecimento supostamente sem fins lucrativos.
31cA grande maioria dos evangélicos não sabem quem são. Não sabem que vieram de uma divisão. Não sabem que vieram do movimento protestante, conhecido assim porque seus integrantes protestavam contra os desmandos, as injustiças e os ensinos heréticos. Não sabem o que Jesus Cristo fazia ou ensinava, pois se soubessem não aceitariam calados tantos desvios doutrinários. Se muitos preferem ficar quietinhos no seu banco de igreja, é porque não entenderam a essência do que dizem seguir.
A maior prova de que não sabemos o que fazemos numa igreja é que muitos vamos buscar bênçãos pessoais. Porém, o objetivo maior, segundo o cristianismo, não é nosso próprio benefício e sim a anulação do nosso Eu, deixando espaço para o Espírito Santo agir em nossas vidas. O grande objetivo é o crescimento do Reino, não de nossas contas bancárias. Quando 31dvamos a uma igreja buscando apenas riqueza e sucesso, como vemos em muitos testemunhos, mais uma vez martirizamos a todos que deram suas vidas para que a Palavra de Deus chegasse até nós.
A história existe para que não venhamos a cometer os mesmos erros do passado. E por isso o ensino de história é tão menosprezado. Quanto menos o povo conhece de si, mais fácil se torna manipulá-lo.
A história da Igreja de Cristo é formada por milhares e milhares de homens, mulheres, crianças e velhos que um dia ousaram renunciar aos valores deste mundo para defenderem os valores do Reino de Deus. A defesa de valores diversos dos dominantes os fez serem odiados, perseguidos, torturados, executados. Esses protestantes pagaram o preço num mundo que não dá voz e nem vez a ninguém, num mundo em que todos são vistos como gado.
Protestantes do MEEB no Rio de Janeiro, em frente ao Barrashopping
Protestantes do MEEB no Rio de Janeiro, em frente ao Barrashopping
“E que mais direi? Faltar-me-ia o tempo contando de Gideão, e de Baraque, e de Sansão, e de Jefté, e de Davi, e de Samuel e dos profetas,
Os quais pela fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões,
Apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga os exércitos dos estranhos.
As mulheres receberam pela ressurreição os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição;
E outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões.
31jForam apedrejados, serrados, tentados, mortos ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados
(Dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra.
E todos estes, tendo tido testemunho pela fé, não alcançaram a promessa,
Provendo Deus alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles sem nós não fossem aperfeiçoados.” – Hebreus 11:32-40
31kQuando criticamos alguém por estar apontando os erros doutrinários de algum líder religioso, estamos desmerecendo todos os que, no passado, fizeram o mesmo. Graças a esses, o Evangelho nos chegou nos dias de hoje.
“E digo-vos que todo aquele que me confessar diante dos homens também o Filho do homem o confessará diante dos anjos de Deus.
Mas quem me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus.” – Lucas 12:8,9
31lConfessar a Jesus não é apenas levantar a mão e fazer uma oração para aceitá-Lo como Seu Único e suficiente Salvador. Confessar a Jesus é, abertamente, defender Suas doutrinas diante dos ensinos enganosos dos lobos em pele de cordeiro, dos demônios travestidos de anjos de luz.
Que Deus nos dê a ousadia e a coragem dos antigos reformadores, para que possamos defender a sã doutrina e para que o verdadeiro Evangelho chegue a todas as nações.



Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!

pedrasclamam.wordpress.com  
estrangeir.awordpress.com

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Reformadores no dia da Reforma.

No próximo sábado, dia 31 de outubro, comemora-se o Dia da Reforma Protestante.

Em anos anteriores afixávamos "teses" nas portas das grandes catedrais gospel, a exemplo do que Lutero fez em 1517. Este ano, porém, estenderemos faixas na frente de grandes catedrais aqui de São Paulo.

Quem estiver em São Paulo e quiser participar conosco, nos encontraremos às 14 horas na Av. Celso Garcia, altura do número 500. Ficaremos um tempo em frente à sede da Assembleia de Deus Ministério Madureira, do Templo de Salomão, da Igreja Plenitude do Trono de Deus (Agenor Duque) e talvez de outras igrejas que parecem desconhecer as 5 Solas, sua origem e o que Jesus Cristo e os Apóstolos (de verdade) nos deixaram.

Se vc estiver em outra cidade, faça sua manifestação pacífica tb! Não deixe essa data ficar em branco. Enquanto a Igreja se silencia, o mundo inteiro comemora um tal de Halloween de forma bastante abe

sábado, 24 de outubro de 2015

A profecia do Morris Cerullo não funcionou para o Silas Malafaia


Morris-Cerullo-e-silas-malafaia-e14302246677132009 foi um ano muito triste para a Igreja Brasileira. Foi nesse ano que o (im)Pastor Silas Malafaia trouxe pela primeira vez ao seu programa de televisão o (im)Pastor  e suposto profeta Morris Cerullo, um americano adepto da Teologia da Prosperidade.
Em sua pregação, cheia de técnicas de autoajuda, no final fez sua profecia: o deus dele iria dar até o final de 2009 a “unção financeira dos últimos tempos” àqueles que não hesitassem (pois hesitação, segundo o falso profeta, é pecado de rebeldia) e ligassem naquele momento para o programa se dispondo a pagar R$ 900,00 para o Malafaia. Em troca, o fiel receberia “grátis” a Bíblia de Batalha Espiritual e Vitória Financeira de autoria do próprio Cerullo (veja o vídeo a seguir, apenas 5 minutos).

Em 2011 a proposta foi semelhante, pois o deus deles também oferecia riquezas sem fim, só que com outro nome (unção da Medida Extra) e valor inflacionado: R$ 911,00. E de “graça”, uma Bíblia da Oração do Cerullo. E quem quisesse ainda mais riquezas tinha que dar R$ 10.011,00.
Morris Cerullo e seu comparsa americano, o “Dr.” Mike Murdock, foram diversas vezes, de 2009 para cá, no programa do Malafaia. A fórmula sempre foi a mesma: oferecer muitas riquezas em troca de polpudas ofertas com valor preestabelecido. Muita gente sincera caiu no engodo, afinal Malafaia os vendia como “homens de Deus”. E muita gente interesseira também.
A estatística de quantos ficaram milionários depois de dar as tais ofertas? Não há. E não vai haver, pois o verdadeiro Deus não se vende e não tem o propósito de criar milionários, e sim SERVOS FIÉIS. E para quem não sabe, servo é escravo. E escravo não tem nada de si, apenas tem o que seu senhor lhe dá.
O ensino desses (im)pastores é tão falso, tão absurdo, que para eles a pobreza é escravidão (no pior sentido da palavra)!!!
Ensino da Bíblia de Batalha Espiritual e Vitória Financeira, bíblia símbolo da Teologia da Prosperidade
Ensino da Bíblia de Batalha Espiritual e Vitória Financeira, bíblia símbolo da Teologia da Prosperidade
Pois é, mas o tempo passa justamente para que as profecias lançadas sejam provadas. Afinal:
“E, se disseres no teu coração: Como conhecerei a palavra que o Senhor não falou?
Quando o profeta falar em nome do Senhor, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o Senhor não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele.” – Deuteronômio 18:21,22
Apenas 6 anos se passaram e olha o que saiu na Revista Época desta semana:
“A editora Central Gospel, do pastor Silas Malafaia, teve de demitir 40% de seus funcionários para se adequar aos tempos de crise. “É lamentável. As pessoas não estão consumindo. Estão ficando desempregadas e, como outras empresas, sentimos a crise. O sol se levanta e a chuva cai para o justo e o injusto. Veio para todos”, disse. Além de bíblias e livros religiosos, a empresa de Malafaia também vende cosméticos.”
Antes disso, o Malafaia já tinha anunciado que neste ano, pela primeira vez, suaESLAVEC (Escola de Líderes da Associação Vitória em Cristo) não bancaria o transporte e a hospedagem dos inscritos, além de usar a sede da própria igreja do Malafaia (ao invés de hotéis). Isso por si só já sugere uma senhora busca por redução de custos.
Tudo isso seria natural, afinal o Brasil passa por uma grande crise financeira, resultado das crises ética e política e da especulação internacional. Porém, isso não é natural para alguém que, durante 6 anos, vendeu aos seus fiéis que eles não passariam por crises financeiras se doassem gordas quantias. Ao contrário, nas crises esses fiéis seriam os prósperos, tipo José do Egito nos sete anos de fome.
Tudo foi um engodo. E pior, usando do Santo Nome de Deus. A prova está aí. Nem o próprio Silas Malafaia está conseguindo arcar com os custos básicos, tendo que demitir quase metade do seu pessoal. Esses demitidos, que já eram pobres, ficarão pior ainda se não arranjarem logo uma colocação (coisa difícil nesses tempos). Se eles lerem a bíblia que o Malafaia lhes vendeu, descobrirão que estão “em escravidão”.
Cadê o Deus de misericórdia???
Esse não existe para Malafaia e seus falsos profetas. Apenas o deus do dinheiro (mas esse deve ter ido enganar em outras bandas e os abandonou por um tempo).
Em 2009, após ver o Morris Cerullo vomitando a profecia dos R$ 900,00, fiquei indignada. Na verdade, acho que fiquei bastante irada.
Sabia que dias depois haveria, em São Paulo, uma edição da Expocristã, uma feira de negócios gospel. E aí me veio de fazer uma camiseta protestando contra a falsa profecia da dupla Cerullo e Malafaia:
Imagem0063Imagem0065
Imagem0047Fiz a camiseta e fui na tal feira. Fiquei “desfilando” de lá para cá, atraindo muitos olhares, alguns meio irados, outros de reflexão. Algumas pessoas se aproximaram para saber o que aquilo significava, outros mais me apoiavam, outros desviavam os olhos quando percebiam que eu os observava. Saí de lá tão feliz!
Dois meses depois conseguimos juntar 8 pessoas para protestar na Marcha para Jesus, o primeiro trabalho do Movimento pela Ética Evangélica Brasileira (MEEB).
BannerSeis anos se passaram, e ver in loco que as profecias de Cerullo e Mike Murdock eram falsas (a ponto de não funcionarem nem pro Malafaia) só nos traz a certeza de que o MEEB está no caminho certo. Um caminho espinhoso, solitário, mas nos passos do Mestre.
Mas infelizmente parece que o Malafaia não aprendeu nada com as falsas profecias. Apenas a trocar de falso profeta: em novembro trará o Creflo Dollar, outro (im)pastor da mesma laia que Murdock e Cerullo.
Minha oração é para que todos os que perderam o emprego nas empresas do Malafaia e em quaisquer outras sejam providos por Deus. Pelo verdadeiro, por Aquele que veste os lírios dos campos e alimenta as aves dos céus. Por Aquele que não deseja riquezas sem fim para ninguém, pois a riqueza as traças e a ferrugem a destroem. Quem deseja riquezas não deseja verdadeiramente a Deus, afinal não se pode servir a dois senhores.
Que Deus abra os olhos do Seu povo.
Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!!!


fonte: Vera Siqueira 
 estrangeira.wordpress.com

sábado, 10 de outubro de 2015

"Entendendo o Evangelho Puro e Simples."

           " CONVITE "

Evangelismo em São Paulo: Propondo o Evangelho Puro e Simples.
Evento realizado dia 03 de outubro em frente ao Teatro Municipal na capital de São Paulo.
Além do MEEB ( Movimento pela ética evangélica brasileira) contamos com a presença de alguns irmãos da Igreja Paz da Av. Jabaquara e do Ministério Restauração de Rio Branco Acre. O evangelho foi anunciado, conversamos com várias pessoas e entregamos dezenas de Novos Testamento.
















Vejam um pouco de como foi:

https://youtu.be/SoOTin9e0G0

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Do lado de dentro do IV Salão Internacional Gospel e do Troféu de Ouro: o $how tem que parar


culto1

A semana passada foi especial. Recebemos, aqui em São Paulo, a visita dos irmãos do Ministério Restauração do Louvor, de Rio Branco (AC). Foram hospedados pelo Pr. Hector e sua esposa Pra. Raquel, da Igreja Paz. Vieram a princípio como convidados noTroféu de Ouro, mas participaram também do culto no IV Salão Internacional Gospel.
Mas vamos por partes:
O IV Salão Internacional Gospel, no Expo Center Norte (São Paulo SP), é uma feira de negócios evangélica. Começou privilegiando o ramo musical, mas com o passar dos anos se diversificou. Nesse ano, teve como expositores ministérios, editoras, grupos de louvor e artistas gospel e outros produtos.
culto2
Um evento como o Salão Internacional Gospel deveria ser um dos últimos lugares a receber a faixa “Voltemos ao Evangelho puro e simples, o $how tem que parar” e permitir a distribuição de panfletos contrários a teologias como a da prosperidade. Sim, pois tal frase vai contra os interesses de muitos dos expositores, que pagam para ali divulgar seus produtos e serviços. É importante pontuar que não somos contra o mercado. Nós, como qualquer outro, compramos roupas, alimentos, livros. Compramos até a Bíblia. Porém, somos contra o comércio de Deus: venda de indulgências, de objetos “ungidos”, de “louvor” (cantores que dizem ter ministério de louvor, mas só se apresentam nas igrejas mediante pagamento de cachê), da Palavra (pregadores que só funcionam movidos a gordas e preestabelecidas ofertas), de bênçãos. E como há expositores, nas feiras gospel, ofertando esse tipo de (mau) produto!
culto3Porém, apesar da insatisfação de alguns dos expositores, os organizadores do Salão Internacional Gospel (Luciana Mazza e Marcelo Rabelo) sempre nos convidaram para abrir nossas faixas do lado de dentro da feira.
Nos anos anteriores, tivemos a oportunidade de palestrar sobre a necessidade da volta das igrejas à pregação e vivência da pureza e simplicidade do Evangelho. Desta vez, tivemos espaço para um culto a Deus. O louvor ficou a cargo da banda da Igreja Paz e do Ministério Restauração do Louvor. Na Palavra dividiram-se o irmão Marquinhos (abertura), o Pr. Hector e o Pr. Paulo Siqueira. O tema das mensagens: um avivamento é possível? Sim, se vivermos os Evangelhos!
culto4A Palavra de exortação foi lançada.
culto5Enfim, muitos dos que estavam na feira se aproximaram para tirar fotos segurando a faixa, demonstrando aprovação. A verdade é que são muitos os que estão cansados das falsas promessas que os falsos profetas têm trazido no nosso tempo. O Espírito Santo tem impulsionado os sinceros a buscar a Deus. Aos poucos, muitos têm tido seus olhos abertos para os enganos teológicos e a idolatria a pseudos homens e mulheres de Deus.
Realmente foi um sábado especial para todos.
Dois dias depois, na segunda, foi a entrega do Troféu de Ouro. Esse troféu tem substituído o antigo Troféu Promessas, que era entregue por uma empresa ligada à Rede Globo aos melhores “levitas” (como se escolhe o melhor adorador? Pelo número de almas que se convertem após ele cantar uma música?).
culto6A cerimônia do Troféu de Ouro aconteceu no Teatro Bradesco, e lá estava boa parte dos artistas gospel do momento, a grande parte disputando a estatueta irmã-gêmea do Oscar de Hollywood. E lá estava o Ministério Restauração do Louvor, que foi convidado a abrir a cerimônia. E os pastores Hector e família e Paulo, que foram acompanhar o grupo.
Foi um $how de horror. Claro que entre a grande maioria de artistas gospel havia cantores sinceros. Mas o ambiente era de espetáculo, de exibição. Um fato resumiu o espírito do lugar: uma fulana artista gospel, ao subir para pegar seu “Oscar”, disse: “gente, eu tenho um sonho, e vocês precisam realizar o meu sonho: todo mundo levanta e me aplaude!”. E mais: “esse troféu é tão lindo que, se eu não ganhasse, eu comprava um”.
11229284_395775810629036_4293697592006140405_nA coisa foi tamanha que em certa parte da cerimônia os organizadores perderam totalmente o controle. A multidão que pagou no mínimo R$ 50,00 para entrar ficou enlouquecida atrás dos artistas, de autógrafos, de fotos. Muitos gritos, muito alvoroço atrás de homens e mulheres. Deus ficou do lado de fora.
Enquanto os ânimos se exaltavam de glamour, os nossos estavam cabisbaixos, tristes, horrorizados com a situação. Afinal, os que ali estavam diziam estar para a glória de Deus. Em meio a tudo isso, alguém pegou uma das revistas que estavam espalhadas em todas as cadeiras do teatro. Era um exemplar da Revista Prisma, com cerca de 90% das páginas divulgando os artistas, uma espécie de Caras gospel. Ao folhear a revista, qual não foi a surpresa ao ver que havia uma reportagem falando do episódio em que Silas Malafaia chama os blogueiros cristãos de “filhos do diabo”, e contrapondo essa fala no mínimo infeliz trechos de um artigo do Paulo Siqueira em seu blog As Pedras Clamam!
10421485_396651273874823_6693406687005760287_nAbsurdo, não? O tipo de reportagem que poderia estar em qualquer lugar, menos ali, naquele lugar de exaltação ao ser humano e de valorização de artistas, através do troféu, para uma majoração na cobrança dos cachês.
Sim, as pedras clamam. E estão clamando em todo o lugar. Ninguém poderá, naquele dia, dizer que não ouviu, que não foi alertado da Verdade.
Quem estava ali gritando pelos artistas, e os próprios artistas que incentivam o culto à sua pessoa, se folhearam e leram a revista, leram também tal reportagem. Deus tem feito as pedras não apenas clamar, mas gritar aos quatro cantos. Até no meio de $how da vaidade gospel.
Sinceramente, estamos sem palavras. Apenas profundamente gratos a Deus, que faz além do que pedimos ou pensamos.
Glorifico a Deus pela vida de homens e mulheres que, mesmo diante das riquezas e dos benefícios que o “mundo gospel” pode lhes dar, ainda assim vêem o verdadeiro valor no tomar a sua cruz e seguir a Cristo.
Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!
(abaixo alguns dos irmãos que estenderam a faixa)
a1
a2
a3a4
a5
(reportagem da Revista Prisma, distribuída no Troféu de Ouro 2015):


revisFonte:
estrangeira.wordpress.com

sábado, 1 de agosto de 2015

Culto no IV Salão Internacional Gospel – Um avivamento é possível?

Culto no IV Salão Internacional Gospel – Um avivamento é possível?



Culto2No dia 8 de agosto, próximo sábado, estaremos, às 18 horas, prestando culto a Deus num dos auditórios do IV Salão Internacional Gospel, no Expo Center Norte (em São Paulo).
Desde a primeira edição do evento, o MEEB (Movimento pela Ética Evangélica Brasileira) participa com palestras. Neste ano, teremos espaço para um culto, no qual participarão também a Igreja Paz (São Paulo capital), a Missão Restaurar (Catanduva-SP), o Ministério Restauração de Louvor (Rio Branco-Ac) e demais convidados. Será um tempo no qual entoaremos cânticos de louvor e adoração a nosso Deus e refletiremos na Sua Palavra.
O tema da mensagem a ser pregada: “Um avivamento é possível? Sim, se vivermos os Evangelhos”.
Você é nosso(a) convidado(a). A entrada na feira é gratuita.
A Deus toda a honra e toda a glória.
Voltemos ao Evangelho puro e simples,
O $how tem que parar!
O MEEB numa das edições do Salão Internacional Gospel
O MEEB numa das edições do Salão Internacional Gospel

domingo, 26 de julho de 2015

Retrospectiva; MOVIMENTO EVANGELHO PURO E SIMPLES.










Eu conheço um servo inútil


O Marquinhos à direita
O Marquinhos à direita
O Marquinhos não tem Facebook. E também não tem os movimentos abaixo do pescoço, com exceção de um pouco de movimento nos braços e nenhum nas mãos, que lhe permite dirigir sua cadeira de rodas motorizada. Isso porque há 24 anos sofreu um assalto e levou um tiro que o deixou tetraplégico.
Como já disse, ele não tem controle do pescoço para baixo. Anda com uma sonda e uma bolsa que recolhe seus dejetos. Para o corpo não cair, fica amarrado na cadeira de rodas.
Porém, mesmo tetraplégico, anda por toda a cidade de São Paulo sozinho (pelo menos onde o Estado lhe permite, por fornecer um mínimo de acessibilidade). Semanalmentepresta capelania no Hospital do Tatuapé, dando esperanças aos doentes internados. Mesmo tetraplégico, participa de vários dos atos do MEEB (Marchas para Jesus, cultos ao ar livre e outros eventos). Mesmo tetraplégico, editou o vídeo a seguir.
Alguns devem se perguntar: se Deus existe, por que não cura o Marquinhos?


blog126A resposta: o que é mais difícil: curar o Marquinhos ou permitir que o Marquinhos, em meio a tantas e tão graves complicações, faça MUITO MAIS PELO EVANGELHO do que eu e você, que somos, aos olhos humanos, “perfeitos”?
Palavras do Marquinhos: “O maior desejo da minha vida é ser como o servo inútil de LC 17.7-10, se um dia isto acontecer morrerei feliz e, sem falsa modéstia, sei que ainda estou muito longe disto.”
E você ainda acha que merece o céu?  




Por Vera (estrangeira
wordpress.com)

domingo, 28 de junho de 2015

Casamento gay e igreja: Minha opinião.

O tema do momento é o casamento gay, pessoas, inclusive cristãos tem  se posicionados  a favor ou   contra. E qual minha opinião? Como Cristão que crê nas escrituras não posso ter outra opinião: Sou contra. e creio que esta  opinião deveria ser não apenas minha, mas a da Igreja de Jesus Cristo. Agora o fato de eu ( e da Igreja) ser contra  não significa que devemos impor nossa posição ao mundo. Quero ter meu direito de dizer que sou contra, de dizer  que isso ( como tantas outras coisas) é pecado, mas como disse, não posso impor isso  a sociedade e peço que esta mesma sociedade não imponha isso a mim ou a igreja. Cada coisa no seu lugar. Não me uno aos militantes da causa  "glbt" que querem impor seus conceitos a sociedade, que querem ter mais direitos que os cidadãos comuns, que querem que ensinemos as nossas  crianças que homossexualismo  é normal, pois a própria ciências não consegue fazer isso, mas também não me uno aos fundamentalistas religiosos que querem impor a posição  da igreja ao mundo, que fomentam o ódio. Não me uno à hipocrisia dos que lutam contra o pecado da homossexualidade mas esquecem, entre outros,  que adultério, fornicação, mentira, orgulho, exploração, uso do nome de Deus em vão ou para proveito próprio... também são.

Entre os cristãos há os que em nome do Amor e convivência pacífica abrem mão dos ensinos contidos na Bíblia,
Há também os  que em nome dos ensinos abrem mão do amor e convivência pacifica.
Mas creio pelas Escrituras que é sim possível conviver pacificamente e amar ,sem abrir mão dos ensinos bíblicos.
Ainda sobre o tema poderíamos falar sobre pseudos lideres evangélicos políticos  em geral, que querem faturar politicamente ( seja politica eclesiástica, seja politica secular), mas vou deixar isso para outra oportunidade.
.


Nei.