Faça sua camiseta:

Faça sua camiseta:
Muitos nos procuram querendo comprar uma camiseta do movimento pela ética evangélica, Nós não comercializamos camisetas, mas quem quiser ter uma basta pegar o modelo e mandar fazer no local de sua preferencia: http://exemplobereano.blogspot.com.br/2014/02/camisetas-do-movimento-pela-etica.html

domingo, 24 de julho de 2011

Marcha para “Jesus”? tá mais para “CarnaCristo”! Porto Velho 2011


imagem: "Marcha paras Jesus Ro"

P
Imagem: Carnaval da Bahia.




É caros amigos, eu estava lá! Feriado, quinta-feira, dia 23 de Junho, ontem. O que eu podia fazer? Além de que tive que acompanhar ser guarda-costas minha pequena irmã e sua amiga que nunca tinha ido à “CarnaCristo” “MARCHA PARA JESUS”, com eu disse, quinta-feira, calor, muita gente…clima completamente desanimador. Mesmo assim me dirigi até lá como já havia combinado, chegando lá, nos portões da desativada estação da EFMM, onde começa a rua 7 de Setembro,  coração do comércio da capital rondoniense, estávamos nós em meio a milhares de outros “cristãos e similares”, à volta de dois trios elétricos e outros carros com som, rodeados por vendedores ambulantes com suas caixas de isopor. Alguns destes, sem muita visão de mercado, até tinha um que tinha propaganda da  “CRISTAL” no isopor.
Ao chegar lá, comecei a fazer filmagens, tirar fotos para trazer para o conhecimento de quem não foi nunca e que acompanha este informativo, logo vimos grupos uniformizados, que já ensaiavam passos ao som dos testes dos trios.  Alguém me perguntou onde poderia comprar um abadá. Ri a princípio, mas depois considerei uma pergunta cabível, dado o ambiente e acontecimentos posteriores.  Enfim, julgaram ter conseguido sincronizar o som dos trios, e começou a marcha, uma hora após o anunciado (o que deve ter sido um daqueles irritantes atrasos programados). Então em certo instante, o cara que conduzia a prociss… ops, quero dizer, marcha, tratado ao microfone genericamente como “pastor”, pediu para que todos parassem para uma oração. Em um dos cruzamentos mais movimentados da cidade, rodeado por uma massa evangélica, o tal pastor, conclamando todos a fazer uma, nestes termos, “oração poderosa”, colocando a todos como “igreja nesta cidade” faz uma oração pelo comércio, por “lojistas”, “investidores”, “cada empresário”, para que “tenhamos um comércio forte”, e para que estas bençãos e graça se “estendam” ao povo de Deus em Porto Velho, além de “declarar” e “profetizar” que todo “espírito” de acidente e etc e tal fosse removido ali naquele instante.
Ou seja, em resumo, ele pediu para que Deus comece a agir na cidade por meio do fortalecimento do comércio e do investimento de capital para que esta prosperidade atinja a igreja. É ou não a lógica capitalista se assenhorando do pensamento cristão? No capitalismo, espera-se que o mercado,  mesmo insano e cruel nos detalhes específicos,  no geral,  no fim das contas,  atenda aos anseios da sociedade.  Na teologia que gera esta oração Deus como que age através dos shoppings, das feiras, de ações na bolsa ou no ramo imobiliário, esperando que o mercado em si atenda aos anseios do seu povo.  Bizarro, mas é a ideia que mais baseia a prática e o pensamento dos líderes de igrejas que mais crescem no Brasil, e que acabam à frente de marchas como essa.
Começamos a subir a 7 de Setembro com o calor de uma rua entupida de “evangélicos” à nossa volta pedindo “fogo do Senhor” sobre nós. Misericórdia!!!
Então começou um festival de música baiana. Com letra gospel, claro.  Não sei, mas talvez achem que uma multidão atrás de carros de som pelas ruas sob forte calor não seja parecido o suficiente com o carnaval: “tem que ter axé!” Obviamente, pouca gente conhece gospel-axé o suficiente para conduzir crentes por quilômetros de ruas. Tiveram até que usar algumas adaptações, repetindo algumas inclusive. Já não aguentava mais aquela coisa. De resto, nada muito digno de nota. Alguns disseram, a presença de pessoas foi menor que nos anos anteriores.  Não sei se a informação procede, visualmente, tinha muita gente.
Empurra-empurra e esbarrões foram comuns, até teve quem passasse a mão na bunda das irmãs!!! Atravessar a rua foi uma batalha. Ao por o pé no asfalto quase fui derrubado e pisoteado por uma horda de mamutes com camisetas de “Adoração Profética” “Adoração Extravagante” “Adoração…etc  e tal” iguais. Percebi que a educação e a cordialidade cristãs não serviriam naqueles minutos.
A marcha terminou na praça Aluízio Ferreira. Lá houve um show do David Killer Quinlan. Nada demais. Ninguém falou muito, o som não estava aquelas coisas, não veio todo mundo da banda do vai quem quer Marcha.  Enfim, após calor, empurrões, oração poderosa de prosperidade, axé, show e meu estômago em fúria, o saldo só pode ser negativo, assim como tem sido o evento realizado todo ano que nada mais é do que um subterfúgio para escandalizar o cristianismo e basicamente copiar o carnaval.


FONTE: http://oalerta.wordpress.com/



3 comentários:

  1. santanas e o inimigo que luta contra as obras de Deus,e essa pessoa que serve a santanas para atrapalha a obra de Deus

    ResponderExcluir
  2. POis é, Satanas se traveste de "irmão" e consegue enganar a muitos. Graças a Deus pelas vidas de quem não cai nesta e denuncia o erro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. leticia Nascimento16 de junho de 2012 18:39

      é certo que tem muitas pessoas q vão pra se divertir e fazer coisas que desagradam ao Senhor, mas ixistem tbm muitas pessoas que vão para adorar ao Senhor! Então vc que publicou esse link, preste muita atenção nas suas palavras! Se aqueles que estão lá pra se divertir e fazer coisas que não prestam, eles que vão resolver com o Senhor, mas aqueles que estão lá pra adorar e bendizer o nome do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, não merecem está lendo isso ai q vc postou! Mas espero que o Senhor, mude essa atitude inaceitavel!!!

      Excluir