Faça sua camiseta:

Faça sua camiseta:
Muitos nos procuram querendo comprar uma camiseta do movimento pela ética evangélica, Nós não comercializamos camisetas, mas quem quiser ter uma basta pegar o modelo e mandar fazer no local de sua preferencia: http://exemplobereano.blogspot.com.br/2014/02/camisetas-do-movimento-pela-etica.html

sábado, 11 de junho de 2011

Discordo da Marcha proposta pelo bispo.

Estava buscando informações sobre a tal "Marcha para Jesus" na Rede Gospel quando vi o Bispo Gê da Renascer falando sobre ela, sua história e implicações espirituais.
Logo de inicio ele apresentou a "Marcha para Jesus" como um ato profético. Sabemos que alguns grupos chamados evangélicos adotam este termo, embora não haja base bíblica para tal. Entre os que adotam tais atos está o Patriarca (isso mesmo: patriarca, pelo menos até ele criar um titulo maior) Renê Terranova do MIR , mas os atos praticados por ele seria melhor definido como "atos patéticos". A bíblia nos fala de profecia, mas não vejo ligação entre as profecias mencionadas e os tais atos. Foi usado o exemplo do povo de Israel conquistando Jericó como um exemplo de ato profético nas escrituras, mas o que houve de ato profético neste episódio? O que temos mencionado nas escrituras é um ato de obediência praticado por Josué e pelo exercito de Israel. Nada de profético nas sete voltas ao muro e nas trombetas tocadas. Além do mais qual a relação entre este ato e a tal marcha? Ainda que possamos tirar lições deste acontecimento estas lições jamais seriam ir as ruas de São Paulo para Marchar, cantar, dançar, rebolar e promover lideres heréticos. Não dá para imitarmos literalmente o exercito de Israel dando volta nos muros, pois se temos muros a derrubar, estes não são literais e portanto não serão derrubados com esta tal marcha, que alias está mais para "merchan" e com certeza este "mercham"  não é para Jesus.

Outra besteira dita pelo bispo foi algo mais ou menos assim: Quantidade tem influencia no mundo espiritual.  Não sei de onde ele tirou esta "brilhante" ideia pois a justificativa que ele deu não tem nada a ver. Ele citou o episódio onde Paulo queria ir a Bitinia mas foi impedido pelo Espírito Santo e acabou indo a Macêdonia. Quantidade neste caso pode ser importante para o poder politico da igreja e da denominação que lidera a marcha, mas espiritualmente não tem nenhuma relevância.
Óbvio que o bispo não parou por ai e continuou sua fala, desta vez falando sobre "liberações" outra criação anti bíblica criada pelos neos pentecostais. Segundo este pensamento nós temos autoridade para liberar bênçãos e a marcha faz isso. Usou o exemplo de uma marcha onde o "apostolo" Hernandes ao passar pelo então presidio do Carandiru em SP (lugar marcado por muita violência e onde ocorreu o famoso massacre, quando a policia invadiu o presidio após uma rebelião, fato que deu origem ao famoso filme "Carandiru") liberou lá uma bênção e no outro ano o presidio estava desativado e implodido. Parece que o bispo esqueceu que esta desativação já era estudada a muito tempo e que o massacre acelerou o processo. Nada a ver com as liberações do apostolo. Alias falando no apóstolo eu ouvi ele profetizar numa marcha que o local onde estava ocorrendo o evento, o Vale do Anhangabau, em SP teria sua situação mudada, o local povoado por meninos de ruas, viciados, traficantes e prostitutas seria mudado. Passou a marcha e tudo continua igualzinho, ou talves pior. Esta liberação o bispo não contou , porque será? Na última marcha ao passarem sobre a ponte do Rio Tiête o mesmo apostolo profetizou ( ou liberou) a recuperação do rio. A anos as autoridades tentam fazer algo sem sucesso, mas vamos ver se com a liberação do apostolo eu consiga pescar ali, depois da marcha deste ano.
Continuando foi mencionado a influencia da marcha e disse que ela traz credibilidade ao povo evangélico, que já não é mais um grupo pequeno e por isso deve ser respeitado e levado em conta. Foi dito que hábitos estão sendo mudados e citou  que a marcha influenciou até a tv que hoje traz artistas gospel em programas seculares.
Não sei se o bispo quiz falar que a marcha traz poder politico para os evangélicos e sua liderança, nisto eu concordo, mas quando fala em credibilidade não dá para concordar, afinal que credibilidade um marcha dá quando seus lideres são acusados de enriquecimento ilicito e que foram presos por esconder dinheiro ilegal dentro da bíblia para tentar entrar nos EUA. Mesmo presos e não podendo deixar os EUA eles participaram da marcha via telão num ano e no outro, recem libertos, lideraram a marcha como se nada tivesse acontecido, alias para alguns eles foram mártires. Ora praticantes confessos de crimes não podem ser mártires, deveriam pedir perdão ao povo e para dar a citada credibilidade deveriam se afastar da liderança da marcha e dos holofotes.
Sobre a influencia da igreja, não creio que a participação de artistas gospel na tv influenciam alguma coisa, alias a igreja brasileira não influencia nada. O Brasil apesar da Marcha continua injusto, imoral, anti ético e violento. E pior, a igrejas é que esta sendo influenciada, pois estes sintomas dominam dentro dela. Acredito que pequenas igrejas e cristãos anônimos influenciam não o pais todo, mas suas comunidades locais, familias e amigos e esta influência vem de uma vida crista autentica vivida diariamente, nãodo "oba oba" de uma marcha.
O bispo falou da notoriedade que a igreja alcançou junto aos governos, mas apesar de reconhecer esta notoriedade não a vejo com bons olhos, pelo contrário, os políticos veem a igreja como mais um filão politico a ser conquistado e os lideres da igreja e políticos da chamada bancada evangélica aprenderam a arte das negociatas, do toma la da cá e vendem esta influencia que tem sobre a igreja por qualquer benecia pessoal.

No final foi dito que a marcha é o maior evento religioso da história da humanidade, pois nenhum evento religioso consegue reunir 6 milhões de pessoas. Citou a peregrinaçao a Meca (evento Mulçumano) que reúne cerca de 2 milhões de pessoas e portanto menor que a marcha. Por isso a Marcha para Jesus esta mudando a história da humanidade, esta marcando a historia do mundo, mas em que esta mudando?
Como já escrevi, o mundo continua cada vez mais injusto, violento, imoral. Os pobres continuam sendo explorados, a dignidade humana continua jogada no lixo, os corruptos continuam prosperando, o mal vencendo, opecado dominando;
Em que esta marcha muda esta quadro?
Não a marcha para Jesus não muda nada, não influencia nada.

Lembrei-me que o termo mover apostólico foi usado em relação a marcha e de novo me deparei com um termo inventado pelos neos pentecostais de plantão sem nenhum embassamento bíblico
A igreja em Jerusalém mantinha se unida na comunhão, no partir do pão, nas orações e na doutrina dos apóstolos e não precisa de mover apostólico nenhum. Alias a igreja la tinha os verdadeiros apostolos segundo a bíblia e não esta nova liderança avidas por poder, que se auto intitulam apóstolos.
 
Após ouvir o Bispo Ge e avaliar seu discurso eu continuo na minha posição de não marchar com a "galera", prefiro ir la e protestar contra os erros e heresias contidos na marcha. E mais vou la não para marchar e sim para propor:

VOLTEMOS AO EVANGELHO PURO E SIMPLES O $HOW TEM QUE PARAR.

No próximo dia 23 junte-se a nos neste protesto de amor.
Faça sua camiseta e esteja conosco a partir das 9 00 horas em frente a estação Tiradentes do metro.

Um comentário:

  1. ISSO É ROMARIA COMPETI~~AO PREPARAÇÃO PARA AS URNAS

    ResponderExcluir