Faça sua camiseta:

Faça sua camiseta:
Muitos nos procuram querendo comprar uma camiseta do movimento pela ética evangélica, Nós não comercializamos camisetas, mas quem quiser ter uma basta pegar o modelo e mandar fazer no local de sua preferencia: http://exemplobereano.blogspot.com.br/2014/02/camisetas-do-movimento-pela-etica.html

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

PASTORES E LOBOS NOS PÚLPITOS


PASTORES E LOBOS NOS PÚLPITOS



Estamos vivendo um tempo de crescente apostasia. Temos visto ultimamente, de maneira quase sistemática, a imprensa divulgar escândalos no meio evangélico. 

Tais escândalos sempre trazem no seu bojo a falta de ética e o despojamento moral de seus “líderes”. Muitos falsos pastores, doutrinadores e pseudo-avivalistas têm procurado enganar o povo evangélico, através do discurso baseado no misticismo vil.

A Palavra de Deus tem sido contaminada e pervertida pelo apelo místico, que introduz no meio da Igreja, heresias ocultas em meias-verdades, ocasionando um cristianismo de aparência que não traz a real percepção de Deus. 

Muita gente sincera está sendo enganada pelo fingimento de falsos líderes, ocasionando uma verdadeira epidemia de confusão nas igrejas. Muitos estão desviados, afastados, entristecidos e feridos dentro e fora do ambiente eclesial por causa dos abusos e da exploração. 

Está ficando cada vez mais difícil encontrar uma igreja onde todos possam amadurecer e crescer em Cristo. A Bíblia diz claramente que haverá uma grande apostasia nos últimos dias. Não haverá um grande reavivamento, como alguns lobos estão anunciando, mas, ao contrário, apostasia, a rejeição e o afastamento da sã doutrina bíblica. 

"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição." (2 Tl :3). 

Esses falsários, utilizam um estilo clássico de palavras com traduções originais errôneas e frases de memorização e impacto, para conceituar uma fé cujo modo de aplicação leve as pessoas a necessitarem de amuletos.

Endeusam homens, rebaixam a Deus, enaltecem satanás como ator fundamental e diminuem o senhorio de Cristo. Essas “empresas de fé” invadem todos os contextos culturais, usando de chantagem e extorsão, querendo fazer sócios e mediar acordos entre o Jesus deles, o diabo em fuga e os pobres ouvintes incautos.

Oram, usam a Bíblia, têm templos parecidos com templos cristãos, mas seus conceitos de fé não são baseados na doutrina de Cristo; sua demonstração de fé é pagã e obscura, com a utilização descarada de jargões e frases feitas, tendo por objetivo apenas o retorno financeiro. 

A conseqüência disso, é que as vidas são enganadas, e sua teologia distorcida anti-bíblica bloqueia o discernimento da pessoa em relação a Deus. Pregam um um “outro evangelho” travestido de saúde, sucesso e vida abundante. 

O resultado é desastroso, pois para aqueles que são enganados e roubados, encontrarem de volta o caminho, à verdadeira fé bíblica, será quase impossível, pois foram deixados solitários sem saber em quem confiar. 

Esses falsos pastores deturpam o sentido claro das escrituras, usando fórmulas artificiais ilegítimas, afastando as almas para longe do Senhor. Profetizam mentiras, enganos do coração, furtando as palavras de Deus, pois não foram enviados, nem ordenados.

"Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR. Portanto, assim diz o SENHOR Deus de Israel, contra os pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e não as visitastes; eis que visitarei sobre vós a maldade das vossas ações, diz o SENHOR". (Jr 23:1-2). 

Essa doutrina perversa da prosperidade financeira, desloca Deus para a posição de um mero mensageiro; a adoração é substituída pela mera petição e a oração é substituída por fórmulas mágicas de ter o que o EGO deseja. 

Cuidado com essas doutrinas místicas, oriundas de grupos neo-pagãos, feiticeiros e oportunistas ladrões. Se você estiver nessa enrolada, vai fracassar e se cansar de esperar, cheio de expectativa pela saúde e riqueza que não chegará. 

Depois, vai se desesperar, se afastar da fé, ficar irado com Deus ou então, se decepcionar por não ter sido “escolhido” e pode ser que até acabe acreditando em novas mentiras dos púlpitos, mas quando acabar os seus recursos, você será trocado por outros que virão encher as malas e sacolas de dinheiro desses lobos travestidos de pastores. 

A fé não é crer no que se vale como visão para se fazer existir o que se deseja; fé é o firme fundamento das coisas que não se vêem. (Hb 11.1). 

São líderes que buscam agradar aos homens em vez de buscar o louvor de Deus, acham aceitável abrir as portas para todo o tipo de lixo, desde que esse “lixo” tenha apelo popular. 

Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue. 

Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão o rebanho; e que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si. (At 20:28-30). 

Esses versos são uma advertência aos cristãos que pastores perversos aparecerão e ferirão o povo de Deus. "Os seus sacerdotes violentam a minha lei, e profanam as minhas coisas santas; não fazem diferença entre o santo e o profano, nem discernem o impuro do puro; e de meus sábados escondem os seus olhos, e assim sou profanado no meio deles". (Ez 22:26). 

Igrejas aparecem e desaparecem, mas o Senhor Jesus nunca muda, e é totalmente confiável. Se uma igreja ou um pastor é liberal e está caminhando longe de Deus, não dê ouvidos aos seus conselhos. Infelizmente, muitas pessoas que fazem parte do povo de Deus não se preocupam e continuam com um falso pastor.

"Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofrereis". (2 Co 11:4). 

Esse é o quadro vivido pela Igreja hoje hoje! De um lado, pastores liberais, pregam sobre santidade e de outro, caminham com os pés nas ofertas e no número de pessoas que vêm à igreja. 

"Contudo serão ministros no meu santuário, nos ofícios das portas da casa, e servirão à casa; eles matarão o holocausto, e o sacrifício para o povo, e estarão perante eles, para os servir. Porque lhes ministraram diante dos seus ídolos, e fizeram a casa de Israel cair em iniqüidade; por isso eu levantei a minha mão contra eles, diz o Senhor DEUS, e levarão sobre si a sua iniqüidade. E não se chegarão a mim, para me servirem no sacerdócio, nem para chegarem a alguma de todas as minhas coisas sagradas, às coisas que são santíssimas, mas levarão sobre si a sua vergonha e as suas abominações que cometeram". (Ez 44:11-13)

DIFERENÇA ENTRE PASTOR E LOBO

Pastores buscam o bem das ovelhas; lobos buscam os bens das ovelhas.
Pastores vivem à luz da cruz; lobos vivem debaixo dos holofotes.
Pastores têm fraquezas; lobos são poderosos.
Pastores são ensináveis; lobos são donos da verdade.
Pastores têm amigos; lobo tem admiradores.
Pastores vivem de salários; lobos enriquecem.
Pastores vivem para suas ovelhas; lobos se abastecem das suas ovelhas.
Pastores apontam para CRISTO; lobos apontam para si mesmo e para igrejas deles.
Pastores são humanos, são reais; lobos são personagens religiosos caricatos.
Pastores ajudam as ovelhas a se tornarem adultas; lobos perpetuam a infantilização das ovelhas.
Pastores são simples e comuns; lobos são vaidosos e especiais.
Pastores quando contrariados silenciam, aquietam; lobos rosnam e tornam-se agressivos.
Pastores se deixam conhecer; lobos se distanciam e ninguém chega perto.
Pastores alimentam as ovelhas; lobos se alimentam das ovelhas.
Pastores lidam com a complexidade da vida sem respostas prontas, lobos lidam com técnicas pragmáticas com jargão religioso.
Pastores vivem uma fé encarnada; lobos vivem uma fé espiritualizada.
Pastores se comprometem com o projeto do REINO; lobos têm projetos e reservas pessoais.
Pastores são transparentes; lobos têm agendas secretas.
Pastores dirigem igrejas-comunidades; lobos dirigem igrejas-empresas lucrativas.
Pastores pastoreiam as ovelhas, lobos seduzem as ovelhas.
Pastores buscam a discrição, lobos se auto-promovem
Pastores se interessam pelo crescimento das ovelhas; lobos se interessam pelo crescimento das ofertas.
Pastores ajudam as ovelhas a seguir livremente a CRISTO; lobos geram ovelhas dependentes e seguidoras deles.
Pastores criam vínculo de amizade; lobos aprisionam em vínculo de dependência.


Seu amigo de sempre:
pb.Ari Souza Silva



  • Estamos vivendo um tempo de crescente apostasia. Temos visto ultimamente, de maneira quase sistemática, a imprensa divulgar escândalos no meio evangélico.

    Tais escândalos sempre trazem no seu bojo a falta de ética e o despojamento moral de seus “líderes”. Muitos falsos pastores, doutrinadores e pseudo-avivalistas têm procurado enganar o povo evangélico, através do discurso baseado no misticismo vil.

    A Palavra de Deus tem sido contaminada e pervertida pelo apelo místico, que introduz no meio da Igreja, heresias ocultas em meias-verdades, ocasionando um cristianismo de aparência que não traz a real percepção de Deus.

    Muita gente sincera está sendo enganada pelo fingimento de falsos líderes, ocasionando uma verdadeira epidemia de confusão nas igrejas. Muitos estão desviados, afastados, entristecidos e feridos dentro e fora do ambiente eclesial por causa dos abusos e da exploração.

    Está ficando cada vez mais difícil encontrar uma igreja onde todos possam amadurecer e crescer em Cristo. A Bíblia diz claramente que haverá uma grande apostasia nos últimos dias. Não haverá um grande reavivamento, como alguns lobos estão anunciando, mas, ao contrário, apostasia, a rejeição e o afastamento da sã doutrina bíblica.

    "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição." (2 Tl :3).

    Esses falsários, utilizam um estilo clássico de palavras com traduções originais errôneas e frases de memorização e impacto, para conceituar uma fé cujo modo de aplicação leve as pessoas a necessitarem de amuletos.

    Endeusam homens, rebaixam a Deus, enaltecem satanás como ator fundamental e diminuem o senhorio de Cristo. Essas “empresas de fé” invadem todos os contextos culturais, usando de chantagem e extorsão, querendo fazer sócios e mediar acordos entre o Jesus deles, o diabo em fuga e os pobres ouvintes incautos.

    Oram, usam a Bíblia, têm templos parecidos com templos cristãos, mas seus conceitos de fé não são baseados na doutrina de Cristo; sua demonstração de fé é pagã e obscura, com a utilização descarada de jargões e frases feitas, tendo por objetivo apenas o retorno financeiro.

    A conseqüência disso, é que as vidas são enganadas, e sua teologia distorcida anti-bíblica bloqueia o discernimento da pessoa em relação a Deus. Pregam um um “outro evangelho” travestido de saúde, sucesso e vida abundante.

    O resultado é desastroso, pois para aqueles que são enganados e roubados, encontrarem de volta o caminho, à verdadeira fé bíblica, será quase impossível, pois foram deixados solitários sem saber em quem confiar.

    Esses falsos pastores deturpam o sentido claro das escrituras, usando fórmulas artificiais ilegítimas, afastando as almas para longe do Senhor. Profetizam mentiras, enganos do coração, furtando as palavras de Deus, pois não foram enviados, nem ordenados.

    "Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o SENHOR. Portanto, assim diz o SENHOR Deus de Israel, contra os pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e não as visitastes; eis que visitarei sobre vós a maldade das vossas ações, diz o SENHOR". (Jr 23:1-2).

    Essa doutrina perversa da prosperidade financeira, desloca Deus para a posição de um mero mensageiro; a adoração é substituída pela mera petição e a oração é substituída por fórmulas mágicas de ter o que o EGO deseja.

    Cuidado com essas doutrinas místicas, oriundas de grupos neo-pagãos, feiticeiros e oportunistas ladrões. Se você estiver nessa enrolada, vai fracassar e se cansar de esperar, cheio de expectativa pela saúde e riqueza que não chegará.

    Depois, vai se desesperar, se afastar da fé, ficar irado com Deus ou então, se decepcionar por não ter sido “escolhido” e pode ser que até acabe acreditando em novas mentiras dos púlpitos, mas quando acabar os seus recursos, você será trocado por outros que virão encher as malas e sacolas de dinheiro desses lobos travestidos de pastores.

    A fé não é crer no que se vale como visão para se fazer existir o que se deseja; fé é o firme fundamento das coisas que não se vêem. (Hb 11.1).

    São líderes que buscam agradar aos homens em vez de buscar o louvor de Deus, acham aceitável abrir as portas para todo o tipo de lixo, desde que esse “lixo” tenha apelo popular.

    Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue.

    Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão o rebanho; e que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si. (At 20:28-30).

    Esses versos são uma advertência aos cristãos que pastores perversos aparecerão e ferirão o povo de Deus. "Os seus sacerdotes violentam a minha lei, e profanam as minhas coisas santas; não fazem diferença entre o santo e o profano, nem discernem o impuro do puro; e de meus sábados escondem os seus olhos, e assim sou profanado no meio deles". (Ez 22:26).

    Igrejas aparecem e desaparecem, mas o Senhor Jesus nunca muda, e é totalmente confiável. Se uma igreja ou um pastor é liberal e está caminhando longe de Deus, não dê ouvidos aos seus conselhos. Infelizmente, muitas pessoas que fazem parte do povo de Deus não se preocupam e continuam com um falso pastor.

    "Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofrereis". (2 Co 11:4).

    Esse é o quadro vivido pela Igreja hoje hoje! De um lado, pastores liberais, pregam sobre santidade e de outro, caminham com os pés nas ofertas e no número de pessoas que vêm à igreja.

    "Contudo serão ministros no meu santuário, nos ofícios das portas da casa, e servirão à casa; eles matarão o holocausto, e o sacrifício para o povo, e estarão perante eles, para os servir. Porque lhes ministraram diante dos seus ídolos, e fizeram a casa de Israel cair em iniqüidade; por isso eu levantei a minha mão contra eles, diz o Senhor DEUS, e levarão sobre si a sua iniqüidade. E não se chegarão a mim, para me servirem no sacerdócio, nem para chegarem a alguma de todas as minhas coisas sagradas, às coisas que são santíssimas, mas levarão sobre si a sua vergonha e as suas abominações que cometeram". (Ez 44:11-13)

    DIFERENÇA ENTRE PASTOR E LOBO

    Pastores buscam o bem das ovelhas; lobos buscam os bens das ovelhas.
    Pastores vivem à luz da cruz; lobos vivem debaixo dos holofotes.
    Pastores têm fraquezas; lobos são poderosos.
    Pastores são ensináveis; lobos são donos da verdade.
    Pastores têm amigos; lobo tem admiradores.
    Pastores vivem de salários; lobos enriquecem.
    Pastores vivem para suas ovelhas; lobos se abastecem das suas ovelhas.
    Pastores apontam para CRISTO; lobos apontam para si mesmo e para igrejas deles.
    Pastores são humanos, são reais; lobos são personagens religiosos caricatos.
    Pastores ajudam as ovelhas a se tornarem adultas; lobos perpetuam a infantilização das ovelhas.
    Pastores são simples e comuns; lobos são vaidosos e especiais.
    Pastores quando contrariados silenciam, aquietam; lobos rosnam e tornam-se agressivos.
    Pastores se deixam conhecer; lobos se distanciam e ninguém chega perto.
    Pastores alimentam as ovelhas; lobos se alimentam das ovelhas.
    Pastores lidam com a complexidade da vida sem respostas prontas, lobos lidam com técnicas pragmáticas com jargão religioso.
    Pastores vivem uma fé encarnada; lobos vivem uma fé espiritualizada.
    Pastores se comprometem com o projeto do REINO; lobos têm projetos e reservas pessoais.
    Pastores são transparentes; lobos têm agendas secretas.
    Pastores dirigem igrejas-comunidades; lobos dirigem igrejas-empresas lucrativas.
    Pastores pastoreiam as ovelhas, lobos seduzem as ovelhas.
    Pastores buscam a discrição, lobos se auto-promovem
    Pastores se interessam pelo crescimento das ovelhas; lobos se interessam pelo crescimento das ofertas.
    Pastores ajudam as ovelhas a seguir livremente a CRISTO; lobos geram ovelhas dependentes e seguidoras deles.
    Pastores criam vínculo de amizade; lobos aprisionam em vínculo de dependência.

    Seu amigo de sempre:
    pb.Ari Souza Silva
    VI NO FACEBOOK

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário